A praia da Tiririca espera pelos tops brasileiros.

Nossolar Construtora/Backfish Brasileiro CBSurf reúne tops em Itacaré

Válido como terceira etapa do ranking que define os Campeões Brasileiros de Surf Profissional e segunda do Master, o Nossolar Construtora, apresenta: Backfish Brasileiro CBSurf Master Tour 2018 atrai tops Brasileiros para Itacaré.

Por: Miguel Brusell
Foto: Tarek/CBSurf

Serão dois eventos seguidos. A terceira etapa da categoria Profissional, entre os dias 23 e 25 de outubro, e o Master entre os dias 27 e 28, na Praia da Tiririca, no Sul da Bahia. Além de definir os campeões brasileiros das categorias envolvidas, o Nossolar Construtora, apresenta: Backfish Brasileiro CBSurf Master Tour 2018 servirá para a definição das vagas para um eventual mundial da ISA, nesta temporada, ou no início de 2019.

Entre os profissionais, após duas etapas realizadas em Pernambuco e São Paulo, o potiguar Jadson André lidera a categoria Masculino com duas vitórias seguido dos paulistas Geovane Ferreira e Marcos Correa e do baiano Bino Lopes. Na categoria Feminino, a cearense Larissa dos Santos lidera seguida da potiguar Gil Ferreira, a carioca Anne dos Santos  e a catarinense Tainá Hinckel.

Entre os Masteres, as vagas estão abertas, individualmente, a surfistas de todo Brasil, por ordem de recebimento dos depósitos e sem qualquer prioridade. Haverá disputa nas categorias Master Pro/Am, com limite de 32 vagas, para surfistas com, no mínimo 35 anos completos em primeiro de janeiro de 2018 ou antes; a Grand Master Pro/Am, com limite de 32 vagas, para surfistas com no mínimo 40 anos completos; a Kahuna Pro/Am, com limite de 32 vagas, para surfistas com, no mínimo, 45 anos completos; e a Grand Kahuna Pro/Am, com limite de 32 vagas, para surfistas com, no mínimo, 50 anos completos.

A premiação total será de R$ 10 mil com o valor em dinheiro a ser dividido entre os quatro finalistas das quatro categorias, proporcionalmente ao número de rounds surfados em cada categoria. A primeira etapa foi disputada na Praia de Cúpe, em Ipojuca, no litoral de Pernambuco. Apenas no critério de desempate pela maior nota, Saulo Carvalho, da Paraíba, perdeu o titulo para Pedro Lima, de Pernambuco. Na Kahuna, outro paraibano, Fábio Gouveia, oficialmente cidadão pernambucano, garantiu o título de virada em cima do baiano Jojó de Olivença, com 18 pontos, somando um 9,33 e um 8,67. Em terceiro, ficou o cearense Rogério Dantas seguido de Maurício Bandeira.

Na Grand Kahuna, Jojó de Olivença foi o vencedor seguido do alagoano Carlos “Pereira” Miranda, do cearense Cardoso Júnior e do pernambucano defensor do título, Cláudio Marroquim.

Na Máster, Danilo Costa, representante potiguar, venceu com 16,5 pontos seguido do cearense Rogério Dantas, o potiguar Júnior Rocha e terceiro, e Álvaro Bacana, representando Santa Catarina.

Ranking Brasileiro Pro após 2 etapas:
Masculino:
1º) Jadson André (RN) – 2000 pontos
2º) Geovane Ferreira (SP) – 1415
3º) Marcos Correa (SP) – 1110
4º) Bino Lopes (BA) – 1055
5º) Rafael Teixeira (ES) – 1030
6º) Alan Donato (PE) – 1005
7º) Weslley Dantas (SP) – 970
7º) Artur Silva (CE) – 970
9º) Leo Neves (RJ) – 900
10º) Robson Santos (SP) – 860
10º) Deivid Silva (SP) – 860
10º) Carlos Rodrigues (RN) – 860
13º) Thiago Guimarães (SP) – 855
14º) Madson Costa (RN) – 850
15º) Tamae Bettero (SP) – 810
15º) Renan Argemiro (SP) – 810
15º) Ives Lopes (BA) – 810

Feminino:
1º) Larissa dos Santos (CE) – 1860
2º) Gil Ferreira (RN) – 1470
3º) Anne dos Santos (RJ) – 1460
4º) Taina Hinckel (SC) – 1400
5º) Tais de Almeida (RJ) – 1340
6º) Júlia Santos (SP) – 1110
7º) Rayssa Fernandes (PB) – 1060
8º) Yanca Costa (RJ) – 1055
8º) Karol Ribeiro (RJ) – 1055
10º) Diana Cristina (PB) – 1005
11º) Kaiane Reis (RJ) – 950
12º) Monik Santos (PE) – 900
12º) Evelyn Gontier (ARG) – 900
14º) Luana Coutinho (SP) – 850
14º) Camila Cassia (SP) – 850
16º) Luara Diamante (BA) – 810