Arquivo da tag: Circuito Baiano de Surf

Yagê Araujo Ganha o Ipitanga Surf Festival Bahia Pro 2019

Um evento para ficar marcado na história do surf baiano.

75
Praia de Ipitanga – Foto: Divulgação

O Ipitanga surf festival – etapa Hilton Issa teve continuidade neste domingo de páscoa (21/04) em ondas pequenas, com formação regular, durante a etapa de abertura do Circuito Baiano na praia de Ipitanga, em Lauro de Freitas. No dia decisivo do evento, a organização alterou o cronograma e adiou o início das disputas profissionais que etava previsto para 8;30h devido as condições do mar e foi remarcado para dar  início às 10:40, quando as condições melhoraram.

56
Alanderson Martins – Foto: Abel Baião

O itacareense Alanderson Martins que vinha comandando as ações e estabelecendo um ritmo forte com as maiores somatórias da competição, tanto no primeiro round na sexta-feira com 14.40 pontos, quanto no segundo e terceiro rounds, totalizando 12.35 e 16.25 pontos respectivamente, acabou dando adeus na semifinal devido a mudança de tática na escolha do posicionamento no pico, onde perdeu muito tempo da bateria para entrar no jogo, chegando a retornar a tática adotada nas quartas de final se posicionando na direta do palanque porém, não teve mais tempo para encontrar uma onda média de backup e se classificar para a grande final, terminando na sétima posição, com 555 pontos no ranking.

55
Fabrício Bulhões – Foto: Abel Baião

Em grande fase, o ilheense Fabrício Bulhões que foi campeão baiano open e vice-campeão profissional em 2018, iniciou essa temporada filiado na FBSurf como profissional e fez grandes apresentações durante o evento, melhorando em cada fase, chegando a vencer o confronto contra Yagê na primeira semifinal neste domingo, e a surfar duas ondas excelentes entre as cinco computadas em toda competição.

50
Nícolas Carvalho e Davi Silva carregando o campeão Yagê Araújo – Foto: Divulgação

O também itacareense Yagê Araújo, quem vinha pegando boas ondas mas sem muita regularidade e sem surfar nenhuma onda na escala de excelência, se concentrou bastante para virar na bateria final com 14,15 pontos de somatório contra 14,00 pontos, levando a melhor sobre o ilheense Fabrício Bulhões, largando na frente para tentar conquistar o feito de 2017 e tentar o bicampeonato baiano nesta temporada de 2019.

64
Gaspare Jr. e Yagê Araújo – Foto: Divulgação

O atleta Yagê Araújo que foi o campeão estadual profissional de 2017, se dedicou em 2018 nas etapas do brasileiro da CBSurf e das etapas do QS do circuito mundial, mas declarou para Gaspare Jr. que está cada vez mais difícil competir as etapas 10 mil esse ano, devido o alto custo com as viagem e que vai focar nas etapas 06 mil do QS que acontecerem mais perto de casa, pra tentar a tão sonhada vaga na elite do surf mundial.

53
Miguel Cerqueira – Foto: Abel Baião

Já nas categorias de base, Miguel Cerqueira, local de Olivença, em Ilhéus, foi o grande destaque entre os atletas amadores, arrepiando as ondas de Ipitanga, fazendo a segunda maior somatória da competição, vencendo na sub 14, uma categoria acima da sua e ficando em terceiro na sub 12, vencida pelo jovem estreante Victor Gabriel que vibrou muito com o título da etapa.

59
Hilton Issa – Foto: Divulgação

Além das disputas dentro da água, a programação do Ipitanga Surf Festival Bahia Pro 2019 incluiu ações educativas de defesa do meio ambiente, com coleta seletiva de micro lixo promovida pela CAELF – Cooperativa de Catadores de Lauro de Freitas assim como, prestou homenagem a todos os integrantes da “Galeria dos Campeões Baianos de Surf” em especial ao pioneiro do Surf Baiano Hilton Issa, que se emocionou ao relembrar dos velhos tempos, das historias vividas e de todo aprendizado que recebeu de seu pai, quem o ensinou a surfar.

52
Marcelo Barros, o presidente do CDL Edailton Carvalho, o secretário da Seplan Mauro Cardim, o empresário Jorge Hamilton da JHC Express e Ricardo Luz – Foto: Divulgação

O Ipitanga Surf Festival Pro Bahia 2019 – Etapa Hilton Issa, foi idealizado, produzido e realizado pela nova diretoria da Federação Baiana de Surf, com o patrocínio da Necton Boarding Company, Bancada de Coral, Trip Surf Co, Back Fish, JHC Express e Mauro Cardim.

57
Simário da Alfsurf, Diego Antunes, o secretário de governo Lula Maciel, o secretário de de Trabalho, Esporte e Lazer Uilson Souza, Ricardo Luz e Marcelo Barros – Foto: Divulgação

O apoio ficou por conta da TM estamparia, Ipitanga Surf, Sequência, Pesca Azul, Sig Impressões, CDL Lauro de Freitas, Associação da Praia de Ipitanga, Associação Laurofreitense de Surf, Secretaria de Trabalho, Esporte e Lazer, Secretaria de Planejamento, Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico e Secretaria de Governo através da Prefeitura Municipal de Lauro de Freitas.

54

Confira os resultados desta primeira etapa do circuito baiano, Ipitanga Surf Festival Bahia Pro 2019 – Etapa Hilton Issa.

51
Categoria Profissional – Foto: Divulgação

Profissional: 1 Yagê Araújo, 2 Fabrício Bulhões, 3 Iago Silva e 4 Igor Farias.

74
Categoria Master – Foto: Divulgação

Master: 1 Adson Maurício, 2 Hélio Rocha, 3 Marcelo Bacana e 4 Márcio Sarmento.

73
Categoria Kahuna – Foto: Divulgação

Kahuna: 1 Marcelo Alves, 2 Paulo Moura, 3 Inaldo Segundo e 4 Hélio Rocha.

66
Categoria Feminina – Foto: Divulgação

Feminino: 1 Potira Castman, 2 Dani Albuquerque, 3 Laine Silva e 4 Maria Eduarda.

72

Categoria Sub 18 – Foto: Divulgação

Sub 18: 1 Davi Mendes, 2 Lucas Souza, 3 Bruno Marroche e 4 Diogo Santos.

71
Categoria Sub 16 – Foto: Divulgação

Sub 16: 1 Hawaii Chan, 2 Jerônimo Barros, 3 Breno Matos e 4 Jerônimo Barros.

69
Categoria Sub 14 – Foto: Divulgação

Sub 14: 1 Miguel Cerqueira, 2 Lazaro Nunes, 3 Esdras Morais e 4 Gabriel Guerreiro

70
Categoria Sub 12 – Foto: Divulgação

Sub 12: 1 Vitor Gabriel, 2 Isaac Lorente, 3 Miguel Cerqueira e 4 Davi Bastos.

68
Categoria Sub 10 – Foto: Divulgação

Sub 10: 1 Davi Bastos, 2 Maria Eduarda, 3 Leon Alves e 4 Numa Lori.

65

Esperamos vocês na próxima etapa em Ilhéus… Aloha!

Baiano Pro tem abertura em Ipitanga

47
Foto: Divulgaação

A primeira etapa do Circuito Baiano de Surf Profissional teve início nesta sexta-feira, na praia de Ipitanga, situada no municipio de Lauro de Freitas.

WP_20190419_08_58_35_Pro
Foto: Divulgaação

Com um planejamento para cinco etapas este ano, passando pelas cidades de Lauro de Freitas, Ilhéus, Itacaré, Valença e Camaçari, com premiação chegando aos R$ 10.000,00 em dinheiro, além de contar pontos para o ranking brasileiro de surf, homologados pela Associação Brasileira de Surf Profissional, a Abrasp, vários nomes importantes do surf baiano no cenário estadual e nacional, como Davi Silva, Yagê Araújo, Erick Morais, Demi Brasil, Yves Lopes, Igor Farias, com destaque para as belas performances do itacareense Alandreson Martins, com a maior somatória do evento até na segunda fase.

Captura-de-Tela-2019-04-19-às-19.41.22.jpg
Yagê Araújo – Foto: Abel Baião

Apesar do pequeno tamanho, em ondas de meio metro e séries maiores com boa formação, a primeira fase do profissional caiu na água ás 9:40h com a maré enchendo. Os atletas locais Daniel Vaz e Kley Lima não conseguiram surfar as melhores ondas e foram barrados na primeira fase, já Elson Vieira avançou para o segundo round, representando bem a bandeira de Lauro de Freitas, porém foi barrado na fase seguinte. Já na categoria Máster, apesar de ter liderado a bateria por bom tempo, o atleta Matheus Rocha não conseguiu uma onda de backaup e acabou não avançando precisando de uma pontuação relativamente baixa, o mesmo aconteceu com shardson Araújo.

WhatsApp Image 2019-04-19 at 20.40.22 (2).jpegjpeg
Foto: Abel Baião

O experiente competidor, local de Vilas do Atlântico Lalo Giudici também entrou no mar no horário em que as ondas estavam inconstantes e mais difícil de arrancar as maiores notas dos juízes, porém Lalo foi o único atleta laurofreitense que conseguiu se classificar para as quartas de final e amanhã irá enfrentar uma batalha duríssima conta Alanderson Martins, Diogo Santos e Junior Camarão na quarta bateria.

49
Ricardo Luz, Jorge Hamilton e Marcelo Barros – Foto: Abel Baião

As disputas das categorias de base sub 18, 16, 14, 12 e 10, bem como a feminina e kahuna entram na água somente amanhã, a partir das 8 horas, dando continuidade ás competições.

FBSURF PRESTA HOMENAGEM AOS CAMPEÕES BAIANO DE SURF NA ETAPA DE IPITANGA

IPITANGA SURF FESTIVAL 2019 – ETAPA HILTON ISSA

IPITANGA SURF FESTIVAL - ETAPA HILTON ISSA
Hilton pai e Hilton filho – Arquivo Pessoal

Além da disputa do título, que promete ser emocionante na primeira etapa do circuito baiano profissional deste ano na Praia de Ipitanga, na Cidade de Lauro de Freitas, a grande abertura do Ipitanga Surf Festival 2019 – Etapa Hilton Issa, prestará uma homenagem a todos os integrantes da “Galeria dos Campeões Baianos de Surf”, que disputarão uma bateria inédita e histórica assim como quando tudo começou, há 47 anos atrás.

No início os eventos eram amadores e o título era decidido em uma única competição anual. O primeiro campeão baiano de surf foi o lendário Jorge Tourão que venceu o primeiro campeonato realizado em 1972, ano que foi fundada a Associação Baiana de Surf (ABS) e presidida por Nazareno onde realizou mais dois eventos, que até o momento não encontramos relatos oficiais dos campeões de 1973 e de 1974. Em 1975 foi realizado o primeiro intercolegial de surf vencido pelo ilustre Hilton Issa, que aos 13 anos tomou gosto pela vitória e repetiu o feito por muitos anos, conquistando o título de campeão por mais de 30 vezes no decorrer da sua brilhante carreira de atleta.

189701_1932997887499_1739754_n[1]

Em 1976 foi fundada a Federação Baiana de Surf, tendo Paulo Sérgio Avena (Popó) como vencedor do título muito embora, em junho daquele mesmo ano tenha sido realizado o II Festival de Surfe Ilheense, vencido por Paulo Sergio Campos de Souza (Pauletty), seguido por Popó. Nesta primeira gestão da (FBS) onde tivemos Luis Carlos de Almeida na presidência, empresário dono da Sunsurf, uma das primeiras lojas de surfwear da Bahia, que chegou a realizar mais três eventos estaduais vencidos pelo soteropolitano Hilton Issa (1977), pelo ilheense José Marco (1978) e pelo também soteropolitano Maurício Abubakir (1979).

40
Maurício Abubakir – Arquivo Pessoal

Nos anos 80′ a Bahia viveu sua primeira crise na organização do surf estadual com a paralisação da (FBS), dando início ao surgimento das organizações municipais como a Associação de Surf de Salvador (ASS) em 1981, sendo fundada e presidida por Clay Loylie, Associação Ilheense de Surf (AIS) em 1983. Já no final da década de 80′ foi fundada a Associação de Surf do Pescador, encabeçada por Jorge Reis, realizando os três primeiros grandes eventos “Bahia Pro Contest”, porém somente em 1989 foi realizado pela Associação de Surf de Salvador (ASS), na gestão de Marcia Brandão e Tatiana Goulart, o primeiro Circuito Baiano de Surf Profissional homologado pela Associação Brasileira de Surf (ABRASP), vencido por Olímpio Batista.

42
Olímpio Batista – Foto Divulgação

Um total de dezenove surfistas dividiu os vinte e cinco títulos baianos de surf profissional disputados desde 1989 até 2018. O maior recordista é o soteropolitano Christiano Spirro, que escreveu por quatro vezes o seu nome na “Galeria dos Campeões Baiano de Surf Profissional ”. Em 1991, ele tinha apenas 18 anos de idade quando faturou o seu primeiro caneco. O segundo e o terceiro vieram consecutivos em 1992 e em 1993 e, em 2004, aos 31 anos conquistou o único tetracampeonato da história.

43
Cristiano Spirro – Foto Divulgação

Dos 25 títulos baiano, além dos quatro de Christiano Spirro, apenas o também soteropolitano Márcio Thola foi tricampeão consecutivo vencendo em 1996, 1997 e 1998 e o ilheense Rudá Carvalho que é bicampeão, conquistando os títulos nas temporadas de 2011 e 2015.

Os outros títulos foram vencidos por Olímpio Batista (1989), Duda Barreto (1990), Armando Daltro (1994), Bruce Kamonk (1995), Beto Dias (1999), Wilson Nora (2000), Jerônimo Bomfim (2001), Patrick Coelho (2002), Leo Hereda (2003), Dennis Thiara (2005), Heloy Júnior (2006), Bruno Galini (2012), Bino Lopes (2013), Marco Fernandez (2016), Yagê Araújo (2017) e Davi Silva (2018).

41
Jorge Hupsel e Fredão – Foto Divulgação

11
1213

A Nova Diretoria da FBSurf Comemora Um Ano de Gestão

A Nova Diretoria da FBSurf, avalia o resultado alcançado em seu primeiro ano de gestão.

9

Depois de 20 anos sem transparência nas gestões, sem disponibilização pública das informações referentes ao desempenho econômico-financeiro, gerenciais, contratos, patrocinadores, direitos de imagem, propriedade intelectual e quaisquer outros aspectos de gestão que digam respeito à preservação e ao desenvolvimento do patrimônio da entidade; Sem prestação de contas de sua atuação de modo claro, conciso, compreensível e tempestivo, assumindo integralmente as consequências de seus atos e omissões e atuando com diligência e responsabilidade no âmbito de sua competência; e sem a garantia da representação da categoria de atletas das respectivas modalidades no âmbito dos órgãos de direção e conselhos técnicos incumbidos da aprovação de regulamentos das competições, bem como das eleições para os cargos da entidade, a nova diretoria da FBSurf tomou posse em 8 de abril de 2018, de uma Federação que se encontrava  paralisada e sem funcionamento, totalmente desacreditada por associações, atletas, órgãos públicos e patrocinadores.

Em Assembléia Geral Ordinária, as eleições aconteceram em Itacaré com voto direto aberto, os representantes das entidades ASEB (Belmonte), ASCV (Canavieiras), AOS (Olivença) AIS (Ilhéus), ASSG (Serra Grande), ASI (Itacaré), ASV (Valença), ASESM (Salvador), ASPI (Lauro de Freitas), ALFSURF (Lauro de Freitas), ACS Camaçari) ASITA (Itacimirim), representantes de Porto Sauípe, além dos representantes dos atletas Profissionais e Amadores, Laszlo Giudice e Ricardo Neves respectivamente, elegeram por aclamação Marcelo Barros para Presidente e Ricardo Luz para Vice- Presidente.

Ao tomar posse foi feito um rápido levantamento, onde a presidência notou que a Federação estava totalmente irregular e inabilitada junto aos órgãos Municipal, Estadual e Federal, com todas as suas contas encerradas em bancos,  todas as certidões positivas, com  um passivo (débito) de mais de R$20.000 (vinte mil reais), e ainda perdeu a Sede da entidade.

Elaboramos um Plano de Ação, objetivando limpar o nome da FBSURF junto aos Órgãos Públicos, pagar todos os débitos, recuperar a Sede no Palácio dos Esportes, abrir nova conta em banco, iniciar o ano de 2019 com saldo positivo em caixa e aptos a fazer convênios com as Instâncias de Governança Públicas e Privadas. E graças a Deus e ao esforços e trabalhos de toda equipe conseguimos excito e alcançamos todos esses objetivos e muito mais.

Com apenas dois meses de gestão a atual Diretoria conseguiu apoio da Sudesb e da marca Trip para levar a Equipe Baiana Amadora para representar o Estado nas quatro Etapas do Campeonato Brasileiro amador inclusive, fomos campeões na primeira etapa em Maracaipe (PE), na categoria sub 16 com o atleta ilheense David Mendes, onde terminamos o ano de 2018 na sexta colocação no geral, entre as 12 equipes participantes.

Em 2018 também participamos e homologamos os campeonatos de Porto Sauipe (Baiano Pro), o Morro de São Paulo (Baiano Pro), Piruí  (Baiano Am), Brasileiro Pro (Itacaré), Brasileiro Master (Itacaré ) e o WQS Mundial (Itacaré).

Realizamos Assembleia Geral Extraordinária para aprovação do estatuto e criação do livro de regras e em consonância com as normas estatutárias e com a Lei 9.615, a diretoria apresentou em Assembléia Geral Ordinária, o relatório das atividades da presidência, bem como prestou contas para as entidades com parecer técnico  do Conselho Fiscal.

Foram 12 messes de trabalho duro para trazer de volta a credibilidade para a FBSURF e ainda temos um longo caminho para atrair maior numero de adeptos, atletas, praticantes e patrocinadores para o fomento ao surfe de firma duradouro. A nova geração que está chegando precisa conhecer a história do surf na Bahia e se sentir honrada em ser atleta de surf profissional no estado. Os atletas são a veia pulsante do esporte e temos a consciência que é preciso um maior acompanhamento da base, na sua transição para o profissional.

Para esse ano 2019, apresentamos um Cronograma de atividades com as seguintes ações: Circuito Baiano profissional e amador; Seminário Baiano de Surf com cinco eixos temáticos; curso para novos juízes; reciclagem para juiz em atividade.Também faz parte das nossas atividades auxílio jurídico a todas as Filiadas e Vinculadas para regularização das entidades de Surf na Bahia.

A presidência acredita muito na capacidade de trabalho de cada membro da diretoria e queremos contar com a paciência, ajuda e apoio de todos os nossos atletas, do staff técnico da Federação, dos produtores de evento e dos empresários. Pedimos um voto de confiança para que possamos fazer nosso trabalho com transparência e em total respeito aos nossos atletas e sabemos que sem atletas não tem surf,  sem atletas não tem show de manobras.

Por último queremos convidar a todos os atletas da Bahia que pensam em construir uma nova história da gestão do Surfe Baiano, junto com a nova diretoria da Federação. Esperamos todos os atletas na Primeira Etapa do Circuito Baiano que será nos dias 19 a 21 de abril na Praia de Ipitanga Lauro de Freitas que depois de 10 anos, volta a ganhar uma etapa baiana de Surf "</p

Sistema de Inscrições e Filiação do Circuito Baiano de Surf 2019

FBS 2019

Os atletas que quiserem participar dos eventos que serão válidos pelos Circuitos Baianos de Surf em 2019 deverão seguir os seguintes procedimentos para que a sua inscrição seja confirmada:

As inscrições deverão ser feitas através de depósito bancário na seguinte agência e conta corrente.

Banco da Caixa Econômica Federal

Agência: 3206-013

Conta Corrente: 32833-2

De acordo com o Regulamento da FBSurf, uma inscrição somente será validada quando solicitada por e-mail(fbsurfbahia@yahoo.com), direto a FBSurf. A ordem cronológica da data/hora de recebimento do e-mail que o atleta ou pai enviar com TODOS os dados e documentos necessários (copia do RG do atleta + termo de isenção de responsabilidade, preenchida pelos pais e/ou responsáveis + xerox/foto do comprovante de depósito na conta da FBSurf, é o documento de comprovação de quem se inscreveu primeiro.

* No processo de inscrição, junto ao envio do seu nome, o atleta deverá também declarar a qual Associação ele é filiado, no caso de não ser filiado a nenhuma, será dado um prazo até 30 de junho para que todos os atletas baianos se filiem às associações de suas praias.

É importante destacar que as inscrições são limitadas por categoria, e podem ser encerradas a qualquer momento, sem aviso prévio.

Os atletas que efetuarem todos os procedimentos descritos acima e não comparecerem para disputar as suas baterias no evento em que estejam inscritos, por qualquer que seja o motivo, configurando o W.O. (ausência), perderão as suas inscrições, ficando o valor de posse da FBSurf para que faça uso adequado do referido valor, não tendo os atletas direito à restituição dos valores pagos.

Outros procedimentos (alíneas I a VIII).

I – Só serão aceitas inscrições no local do evento, caso existam vagas disponíveis e/ou para atletas alternates, devido ao não comparecimento de algum atleta previamente inscrito.

II – Quando alguma das categorias acima não completar o número máximo de vagas será permitido o remanejamento de vagas para outras categorias, desde que nunca exceda os números oficiais de tempo ou baterias, no cronograma do evento.

III – As inscrições serão realizadas de segunda-feira a sexta-feira da semana anterior à semana do evento (14 a 07 dias antes do inicio do evento), Os surfistas com prioridade (vide quadro explicativo) devem fazer suas inscrições nesses dias, obedecendo à ordem de chegada das inscrições.

IV – Para pontuar no Ranking, todos os competidores devem efetuar sua filiação na FBSurf.

V – Apenas no caso de haver vagas, as inscrições poderão ser feitas na semana do evento até as 18 h de quarta-feira.

VI – As inscrições efetuadas que não conseguirem vagas serão devolvidas por depósito bancário.

VII – Os atletas que pagarem as suas inscrições com cheques sem fundos ou deliberadamente tentarem ludibriar a organização através de depósitos em caixas-rápidos com valores irregulares, receberão uma multa no valor do depósito e ficarão suspensos de todo e qualquer evento homologado pela FBSurf até que o débito pendente seja quitado junto à entidade. Caso algum atleta venha a efetuar um depósito com um envelope vazio, tal atitude será classificada como má fé e o mesmo será multado em duas vezes o valor da inscrição, além de ser suspenso por três etapas do Circuito que estiver participando, com a pena extensiva ao ano seguinte se for necessário.

VIII – Os prazos para cancelamento de inscrição será sempre 72 horas antes do inicio do evento a partir dessa data não será aceito pedido de cancelamento (salvo por motivo de saúde ou contusão), mesmo que a vaga seja preenchida no local do evento.

Prioridade de Inscrições:

Tem prioridade de inscrições.

I – Competidores que pertençam a Associação Sede do Evento, por ordem de chegada de inscrição (o numero varia em função das vagas permitidas por categoria).

II – Competidores da Região do Evento, por ordem de chegada de inscrição. (o numero varia em função das vagas permitidas por categoria)

III – Competidores de todas as Regiões do estado, por ordem de chegada de inscrição (o numero varia em função das vagas permitidas por categoria)

IV – Competidores de outros estados, por categoria, obedecendo à ordem de chegada das inscrições (o numero varia em função das vagas permitidas por categoria).

SISTEMA DE FILIAÇÃO

Todos os atletas Baianos terão que se filiarem para poder pontuar nos rankings dos circuitos FBSurf.

A taxa filiação de atleta PROFISSIONAL será de R$ 100,00 para pagamento anual ou 2 vezes de R$ 50,00 em pagamento até a segunda etapa. A taxa filiação de atleta AMADOR será de R$ 50,00 para pagamento anual ou 2 vezes de R$ 25,00 em pagamento até a segunda etapa. Para o ano de 2019.

Todos os atletas que anteciparem o pagamento da taxa de filiação terão um desconto de 20% sobre o valor das inscrições + filiação.

Os atletas de outros estados não pagam Filiação e, portanto não entram nos rankings e premiações finais de circuito.

As Filiações seguem as seguintes regras:

I – Membro Residente Amador: Atletas de outros estados ou país, residentes no estado da Bahia por no mínimo 02 anos (02 temporadas completas) para amadores.

II – Membro Residente Profissional: atletas de outros estados ou país, residentes no estado da Bahia por no mínimo 03 anos (03 temporadas completas) para profissionais.

III – Não residentes, não disputarão os títulos e pré-classificações dos Circuitos Baianos. (exceção será feitas aos baianos residindo temporariamente em outros estados).

Abertas inscrições para I etapa do Baiano em Ipitanga

1.1

A Federação Baiana de Surf abre as inscrições para a primeira Etapa do Circuito Baiano Edição 2019, que será apresentada pela marca Necton Boarding Company, nos próximos dias 19 a 21 de abril, na Praia de Ipitanga, em Lauro de Freitas.

A grande novidade para essa temporada serão as cinco etapas realizadas pela Federação, sendo três etapas com Premiação de R$10.000 (Dez mil reais), para a categoria Profissional com validade para o Ranking da ABRASP.

Os valores da inscrição também já foram definidos:

Profissional – Inscrição $200,00 – Premiação R$ 10.000,00 (48 vagas)

Master – inscrição $150,00 – Premiação Prancha, troféus e Kits (32 vagas)

Kahuna – inscrição $100,00 – Premiação Prancha, troféus e Kits (16 vagas)

Sub18 – inscrição $100,00 – Premiação Prancha, troféus e Kits (16 vagas)

Sub 16 – inscrição $100,00 – Premiação Prancha, troféus e Kits (16 vagas)

Sub 14 – inscrição $100,00 – Premiação Prancha, troféus e Kits (16 vagas)

Sub12 – inscrição $70,00 – Premiação troféus e Kits (16 vagas)

Sub10 – inscrição $70,00 – Premiação troféus e Kits (08 vagas)

Feminino – inscrição $70,00 – Premiação troféus e Kits (12 vagas)

INSCRIÇÕES ATRAVÉS DE TRANSFERÊNCIA BANCÁRIA: AG: 3206-013 / CC: 32833-2 / CAIXA ECONÔMINA FEDERAL

MAIORES INFORMAÇÕES: 71 99916-7418 (Inscrições com Jose Carlos Reis Santos).

Lembramos que as VAGAS SÃO LIMITADAS e a procura está grande. Pedimos aos nossos atletas que façam as sua inscrições o quanto antes, porque tivemos informações que atletas de outros estados vão querer correr o Circuito Baiano que deverá ser um dos melhores do Brasil.

 

FBSURF CONSOLIDA PARCERIA COM SEPLAN E CDL LAURO DE FREITAS

23

O Vice-presidente da FBSurf, Ricardo Luz, manteve encontro nesta quarta-feira (3) com o Secretário Municipal de Planejamento, Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico de Lauro de Freitas, Mauro Cardim (PP), e com o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Lauro de Freitas, Edailton Carvalho dos Santos, no intuito de firmar parceria entre os Poderes Público e Privado, visando o apoio para a realização da primeira Etapa do Circuito Baiano Profissional Edição 2019, que acontecerá entre os dias 19 a 21 de abril na Praia de Ipitanga. A competição promete movimentar a Cidade durante a semana santa e, entre tantos benefícios para o município, representa o aquecimento da economia local e fomenta o turismo, visto que a maior parte dos atletas que participam vem acompanhada de familiares, o que representa cerca de 300 pessoas a mais que o habitual, circulando nos locais do evento e usufruindo dos serviços da cidade como os de hospedagem e alimentação. contribuindo com o desenvolvimento sustentável  do Turismo Local, valorizando as riquezas naturais do município, como fomento ao crescimento turístico, emprego e renda.

O grande objetivo deste evento é difundir e desenvolver o esporte, fortalecendo o Turismo nesta importante região do litoral norte da Bahia. O Surf movimentou ano passado a expressiva soma de mais de 7 bilhões de reais no mundo, onde o maior percentual tenha sido investido em viagens ao redor do planeta, em hospedagens, alimentação, aluguel de veículos e na compra de equipamentos de surf, fomentando com isso o aumento na demanda turística nas cidades que realizam Campeonatos atraindo milhares de atletas, patrocinadores, simpatizantes, empresários do setor além da mídia especializada.

O legado que o evento promete deixar para a Lauro de Freitas, comunidades locais e para os jovens da região é de muito Esporte, consciência ambiental e sustentabilidade. Queremos fazer com que o IPITANGA SURF FESTIVAL, seja mais uma ferramenta de divulgação do destino de Lauro de Freitas, além de fazer parte do calendário de eventos do Município e da Federação Baiana de Surf.

BUSCANDO PARCEIROS

55865059_2263418493929210_1109204376825626624_n

A Federação Baiana de Surf teve hoje, dia primeiro de abril, um dia inteiro de reuniões de trabalho na construção e consolidação de novas parcerias para apoiar os eventos das Associações Filiadas e da Federação Baiana de Surf, os Presidentes da ASPI (Associação de Surf da Praia de Ipitanga) Gil Mattos e o Presidente da Federação Baiana de Surf Marcelo Barros foram recebidos pelo Secretário Municipal de Trabalho Esporte e Lazer de Lauro de Freitas, Uilson de Souza para as tratativas com vistas a Primeira Etapa do Circuito Baiano Profissional Edição 2019, que acontecerá nos dias 19 a 21 de abril na Praia de Ipitanga. Estiveram presentes no encontro, Diretores da Secretaria Municipal e o Tour Manager da FBSurf, Carlos Alberto Abdala.

Wilson mostrou que está bem informado da realidade do esporte em Lauro de Freitas, e se comprometeu a dar o apoio necessário para que o evento seja uma das melhores etapas do Circuito Estadual.

55788334_2263418540595872_748328060540944384_n

Na parte da tarde o presidente Marcelo Barros foi recebido por Flavio Marola sócio proprietário da Fábrica de pranchas Shaperia que, explicou ao Presidente o atual momento do mercado de pranchas e, recebeu de Marcelo Barros o convite para ser o Patrocinador Oficial do Circuito Baiano. Dando continuidade às visitas, o presidente Marcelo Barros foi convidado por outro proprietário de fábrica de pranchas que, entendendo o atual momento da Federação e acreditando na nova gestão, abre as portas da empresa para fazer as parcerias que visam o crescimento, o desenvolvimento e o fortalecimento do surf na Bahia.

O trabalho em prol do SURF e dos ATLETAS da BAHIA continua.

A FBSURF participa da transmissão de cargo da Sudesb

À convite da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre) e da Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), a Federação Baiana de Surf – FBSurf, na pessoa do seu Presidente Marcelo Barros e do Vice-presidente Ricardo Luz, teve a satisfação de participar na manhã desta segunda-feira (11), no Centro Pan-americano de Judô, em Lauro de Freitas, da cerimônia de transmissão de cargo do novo Diretor-Geral da autarquia do esporte, ocupado anteriormente pelo Professor universitário Elias Dourado, que sucedeu Raimundo Nonato (Bobô) e agora passou o comando para Vicente Neto.

5
Foto: Ascom/Sudesb

Formado em Turismo pela Faculdade de Turismo da Bahia (FACTUR) e pós-graduado em Administração pela Universidade Federal da Bahia (UFBa), bacharelando do curso de Direito da Faculdade Dois de Julho, Vicente Neto, em sua trajetória, entre outras funções públicas, no período de 2006 a 2008, atuou como Secretário de Cultura, Esporte e Lazer do Município de Lauro de Freitas; desempenhou, entre 2011 e 2013, no Ministério do Esporte, as funções de Chefe de Gabinete; Secretário Nacional de Educação, Esporte, Lazer e Inclusão Social; e Secretário Executivo Substituto, chegando a assumir, em caráter interino, as funções de Ministro; em janeiro de 2017, foi designado para a Chefia de Gabinete da Setre, tomando posse de secretário e assumindo a pasta Estadual do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte em maio de 2018.

Em seu discurso, o novo Diretor-Geral da Sudesb, reafirmou o compromisso com a política pública desenvolvida no estado da Bahia e capitaneada pelo governador Rui Costa. “Para isso, vamos continuar com a nossa equipe afinada, para que tenhamos o acerto, a eficácia e a eficiência da gestão pública como metas”, destacou. Para Vicente Neto, será um grande desafio diante das mudanças administrativas feitas pelo atual governo federal, principalmente nas políticas públicas relacionadas ao esporte, criticando o desmonte do Ministério do Esporte, mas diz que pretende estreitar relações com a Secretaria Nacional de Esportes, no intuito de captar recursos federais e, também, com a iniciativa privada, para parcerias. Ainda sobre o assunto, o Diretor-Geral fala na meta em cumprir as demandas do esporte baiano. “Vamos ampliar as ações de esporte e lazer, realizar os jogos universitários e estudantis numa dimensão nunca antes vista na Bahia”, declarou.

Vicente Neto reafirma que vai seguir a orientação do governador, que pretende, neste segundo mandato, realizar ações conjuntas com as secretarias estaduais de Educação e de Justiça, objetivando a ampliação da infraestrutura esportiva nas escolas e nos centros sociais urbanos do estado. O novo Diretor-Geral, além do apoio do novo secretário da Setre, Sr. Davidson Magalhães e do governador Rui Costa, espera contar com recursos do próprio estado, para manter os Programas como o PELC, que serão extintos pelo governo federal, a partir de maio deste ano. Já sobre o Sistema Estadual de Esporte e Lazer, reafirmou o apoio também dos parlamentares do PCdoB, tanto na esfera estadual, quanto federal e solicitou o apoio também dos Conselhos Municipais, dos atores, praticantes e dirigentes das associações e federações para o fortalecimento de todo o Sistema.

Na oportunidade, a presidência da Federação Baiana de Surf aproveitou para agendar novos encontros com o secretário da pasta estadual do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), Sr. Davidson Magalhães; Bahiagás, Sr. Luiz Gavazza; Bahiatursa, Sr. Diogo Medrado; Sudesb, Sr. Vicente Neto e com o secretário municipal de Trabalho, Esporte e Lazer (Setrel) de Lauro de Freitas, Sr. Uilson de Souza, para tratar dos projetos do Seminário Bahia Surf e da primeira etapa do Circuito Baiano de Surf, que a FBSurf pretende realizar em Lauro de Freitas.

FBSURF Notifica o Atleta Dalmo Meireles por Infração Disciplinar

 NOTA OFICIAL N° 004/2019

O Presidente da Federação Baiana de Surf – FBSURF, no uso das suas atribuições e na forma estatutária, com o objetivo de manter a ordem desportiva, segundo o Art. 48°, Lei 9.615/98, sem prejuízo das sanções de competência da Justiça Desportiva, vem através desta, notificar o atleta Dalmo Meireles, conforme fartas provas de infração disciplinar:

I. Afirmar em redes sociais, não reconhecer a FBS como única dirigente do surfe estadual;

II. Não respeitar aos atos emanados pelos poderes internos da entidade;

III. Difamar abertamente a Federação, seus membros e associações filiadas, acusando-os de formação de quadrilha e de forjarem as eleições da entidade.

Em procedimento administrativo sumário, por entender como atentatório à boa conduta esportiva, baseada nos dispositivos constantes do Art. 19°, do Estatuto Social da FBSURF, bem como dos dispositivos do capítulo 24 – Regulamento Disciplinar, a FBSURF julga ser uma questão cabível de punição, aplicando ao atleta Dalmo Meireles a seguinte medida disciplinar:

I. Considerando a gravidade dos atos infracionais praticados de forma reiterada, seja aplicada a SUSPENSÃO do atleta da participação de qualquer evento realizado ou homologado pela FBSURF, no período de um (1) ano, sem prejuízo de ações legais.

Todavia, fica assegurado à ampla defesa e o contraditório por parte do atleta Dalmo Meireles, que tem direito a posterior recurso, no qual deverá ser apresentado por escrito a FBSURF em um prazo máximo de três (3) dias após o recebimento deste comunicado.

Salvador, 02 de março de 2019.

Atenciosamente,

 

Luciano Marcelo Mato Grosso

Presidente da Federação Baiana de Surf.