Arquivo da tag: diretoria

Meeting Técnico da Equipe Baiana

C__Data_Users_DefApps_AppData_INTERNETEXPLORER_Temp_Saved Images_38513921_2105857913018603_1006043342594637824_n

Após três dias de treinos a Equipe Baiana de Surf recebeu as últimas orientações na noite desta sexta-feira (3) durante o Meeting ministrado pelo Diretor Técnico Bruno Galini e da Diretora Executiva Carla Circenis que conscientizaram aos jovens atletas da capacidade de cada um e do que eles são capazes de traduzir na água com suas manobras. David Mendes que foi campeão da Categoria Sub 16 em Maracaipe está super empolgado porque se obtiver um excelente resultado nas águas frias de Maresias, poderá conquistar uma vaga para o Mundial Sub18, na Califórnia/EUA. Os atletas Tawan Chan, Daniel Matos e Bruno Marroche estão em excelente forma e também vão dar o seu máximo para estarem na mesma condição de David.

A equipe Baiana está bastante motivada e vem agradando ao Diretor Técnico que usa sua experiência de atleta profissional para passar à nova geração a tranquilidade de enfrentar um mar com características diferentes do mar do Nordeste. O Presidente Marcelo Barros e o Diretor Financeiro José Reis cuidam dos detalhes burocráticos para que não falte estrutura para o bom desempenho da Equipe.

A Federação Baiana de Surf está trabalhando com empenho para colocar o surf Baiano de volta ao posto de Campeão Brasileiro.

Próxima Parada da FBSURF, Maresias (SP).

wp_ss_20180726_0004

A Federação Baiana de Surf, em parceria com a TRIP BRASIL e SUDESB (Superintencia dos Desportos da Bahia), embarca dia 30 de julho para o litoral de São Paulo, mais precisamente para a praia de Maresias, onde ira disputar a II Etapa do Circuito Brasileiro de Surf Amador, a ser realizada pela Confederação Brasileira de Surf e homologada pelo Comitê Olímpico do Brasil. A equipe Baiana vai ser representada pelos atletas de Itacaré Daniel Matos, Gabriel Paiva e Kaiki Araújo, além dos atletas de Ilhéus Hawaii Chan, Tawan Chan, Davi Mendes, Diogo Santos, Bruno Marroche, assim como Kaio Barreto, Breno Matos e Darlan Marques de Camaçari e Braian Ramos de Entre Rios.

wp_ss_20180726_0005

 A expectativa é que a Equipe Baiana possa fazer um trabalho forte e trazer para o Estado mais um troféu como aconteceu na primeira etapa em Maracaipe/Pernambuco, quando o Ilheense David Mendes sagrou-se campeão da Categoria Sub 16. Contamos com a torcida de toda a Bahia esportiva aos nossos jovens atletas que estarão representando nosso Estado.

FBSURF E ALFSURF PARTICIPAM DE REUNIÃO DO CONSELHO GESTOR DA APA JOANES – IPITANGA

15977123_1847341835488580_7039110074533250153_n

A Associação Laurofreitense de Surf (ALFSURF) e a Federação Baiana de Surf (FBSURF) participaram ontem, dia 20 de julho, no auditório da Unime de Lauro de Freitas, de mais uma reunião do Conselho Gestor da APA Joanes-Ipitanga, formado por instituições que atuam nos municípios de São Francisco do Conde, São Sebastião do Passé, Candeias, Dias D’Ávila, Camaçari, Simões Filho, Salvador e Lauro de Freitas. A FBSurf foi representada pelo Vice-Presidente Ricardo Luz, membro do Conselho Gestor.

A assembleia contou com a apresentação da Conder, sobre o projeto de macrodrenagem nas bacias dos rios Joanes e Ipitanga, do Engenheiro Pedro Ornelas que trouxe sua experiência sobre a implantação de estações de tratamento de efluentes como solução ambiental para os rios do município, além do representante do Ministério do Meio Ambiente, Dr. Joselito Alves, que trouxe informações sobre oportunidades da realização de diagnósticos e projetos a serem desenvolvidos para contribuir na despoluição da bacia do Rio Joanes, que responde por cerca de 40% do abastecimento de água de Salvador e Região Metropolitana e tem passado por intensos processos de ações antrópicas.

Na oportunidade estiveram presentes o representante da Seplan de Lauro de Freitas, o secretário Mauro Cardim, que ressaltou a importância da integração institucional na gestão ambiental do Municipio e de que a SEPLAN e RIO LIMPO estão planejando a realização do 2o. Seminário SOS RIO JOANES.

Também foram eleitas novas instituições da integração da sociedade civil para o Conselho gestor da APA Joanes-Ipitanga.

A próxima reunião do Conselho Gestor da APA Joanes-Ipitanga será realizada no próximo dia 21 de setembro.

Ricardo Luz – Membro Conselheiro
APA JOANES-IPITANGA

AGENDA DE TRABALHO PÚBLICO PRIVADO DA NOVA DIRETORIA FBSURF A TODO VAPOR

wp_ss_20180713_0002

Na manha desta quarta feira (11) a Diretoria da Federação Baiana de Surf esteve com Diretor Geral da SUDESB, o Sr Elias Nunes Dourado e com a senhora Maryluce Melon chefe de gabinete. Na pauta o planejamento para o segundo semestre com apoio para Equipe Baiana de Surfe e o estreitamento cada vez maior dessa parceria que é de grande importância para esse novo momento da Federação Baiana de Surf.

 wp_ss_20180713_0003

Ainda no período da manhã estivemos com um empresário Amilton Cruz, proprietário da Trip Brasil, uma marca de Surfwear genuinamente baiana, fortalecendo o apoio que vem dando para a Equipe Baiana que tem até o fim do ano três importantes competições nacionais fora do Estado.

II SESSÃO ORDINÁRIA DA ATUAL DIRETORIA EXECUTIVA DA FBSURF.

35062520_2053290511608677_5780234254734589952_n

Dando continuidade aos trabalhos da FBSURF, nesta terça-feira 12 de junho, a nova Diretoria se reuniu no auditório do Parque das Dunas, situado na Rua José Augusto Tourinho Dantas, Praia do Flamengo, Salvador – Ba, N° 1.001, com a presença do Presidente Marcelo Barros, do Vice-presidente Ricardo Luz, da Diretora Executiva Carla Circenis e do Diretor Executivo José Reis, onde foi debatida a seguinte Ordem do Dia:

• Orçamento para o II° Semestre 2018;
• Revisão dos Regulamentos e minuta do Regimento Interno;
• Convocação da Assembléia Geral Extraordinária para apreciação e aprovação do Orçamento II° Semestre, Regulamentos e Regimento Interno;
• Definição do Calendário para II° Semestre;
• Pendencias e multas contraídas junto a Receita Federal na prática regular da gestão passada;
• Parecer da Delegação Baiana na abertura do Circuito Brasileiro de Surf Amador;
• Encaminhamentos da Assembléia Geral Ordinária da CBSurf; e
• I Seminário Baiano de Surf – Gestão do Surf.

As decisões aprovadas pela Diretoria Executiva da FBSurf, tanto da I quanto desta II sessão, serão apresentadas em Assembléia Geral Extraordinária a ser realizada na primeira semana do mês de Julho, em local dia e hora a ser definido e convocada através de edital oficial.
Ainda na tarde desta terça-feira, 12 de junho, a nova Diretoria da FBS, aproveitou para prestigiar a conclusão das aulas presenciais da 3a Turma Salvador do Curso Instrutor de Surf / CBS 2018, ministrada pelo professor Wilson Ribeiro, que acontecem hoje, amanhã e quinta-feira, com entrega dos certificados totalizando 100 horas de formação.

Carla Circenis – Diretora Executiva

Federação Baiana de Surf, participa de seminário Desafios e Perspectivas do Gerenciamento Costeiro da Bahia

33499513_2043489429255452_1725174932716912640_n

O vice presidente Ricardo Luz e a Diretora Executiva Carla Circenis, ambos da nova diretoria da Federação Baiana de Surf, participaram de seminário Desafios e Perspectivas do Gerenciamento Costeiro da Bahia, promovido, nesta sexta-feira (25), pela Secretaria do Meio Ambiente do Estado (SEMA).

A Bahia é o maior litoral brasileiro com 1.100 quilômetros de faixa costeira do país, com características ambientais muito diversas e Salvador é a segunda maior metrópole costeira do país, onde os desafios para gerenciar uma área com esta extensão são inúmeros e a implementação do gerenciamento costeiro é importante para entender a realidade dos municípios e propor soluções para os diversos tipos de problemas.

Ciente das potencialidades para o esporte surfe e para o turismo de sol e praia, que tem trazido milhares de pessoas para o litoral baiano, a Federação Baiana de Surf se fez presente nas pessoas do Vice-Presidente Ricardo Luz e da Diretora Executiva Carla Circenis, para compreender melhor o funcionamento da zona costeira e identificar os principais conflitos nessas áreas. Também pôde ser analisadas as iniciativas e ações desenvolvidas de gerenciamento costeiro e experiências e expectativas da sociedade civil para a implementação do Plano Estadual de Gerenciamento Costeiro na Bahia.

Diante deste cenário, ficou clara a necessidade de se criar políticas públicas que possam ordenar e planejar o futuro do litoral baiano, integrando os 53 municípios localizados na costa baiana, os órgãos ambientais como Inema, Ibama, Sema, Seplan, Sedur, Setur, SPU, representantes da sociedade civil, entre outros.

REUNIÃO SETORIAL COM NOVO DIRETOR TÉCNICO DA FBSURF

31543271_2031202083817520_5750203925005336576_n

Dando continuidade aos trabalhos da atual Diretoria da FBSurf, a pedido do novo Diretor Técnico Bruno Galini, aconteceu na manhã deste sábado 28/04, uma reunião que contou com a presença do atual presidente da FBSurf Marcelo Barros e também de vários árbitros da Bahia, a exemplo de Guiga Reis, Lula Maltez, Marcos Moraes, Carlos Abdalla (ex-presidente da FBSurf) e de Marcos Pelegrino (ex-diretor técnico da FBSurf), membros estes que irão coordenar e atuar nos eventos homologados pela FBSurf.

Na oportunidade o atual Diretor Técnico da FBSurf Bruno Galini, informou que pretende apresentar um Planejamento Estratégico para a formação da Comissão Técnica para o ano de 2018, e vai apresentar os membros técnicos que irão trabalhar na primeira etapa do Circuito Costa do Cacau de Surf 2018, válida pela segunda etapa do Circuito Baiano de Surf 2018, que acontecerá entre os dias 19 e 20 de Maio na cidade de Canavieiras. Seguiu dizendo que vai se empenhar muito para alavancar o Surf Competição no Estado da Bahia (onde inclui bons eventos com boas premiações), vai buscar meios para fazer um Circuito Baiano Pro/Am à altura dos nossos ATLETAS, e que também irá, junto com à Comissão Técnica da FBSurf, buscar melhores condições de trabalho para os membros técnicos, tendo em vista que todos sofrem quando não há critérios nos eventos, inclusive a Comissão que está sujeita a situações que não condizem com a qualidade técnica dos profissionais.

Finalizou dizendo que a Bahia pode esperar muito dele, sabe das dificuldades e do desafio, porém com objetividade, planejamento e transparência as coisas vão fluir, a nova diretoria está focada num planejamento macro, pensando a curtíssimo, médio e longo prazo, encerrou dizendo que é um grande desafio, porém tem consciência do cargo que assumiu e da responsabilidade do mesmo, disse Bruno.

O Presidente Marcelo Barros, parabenizou a todos presentes na reunião, informou que a indicação de Bruno Galini foi muito acertada, tendo em vista ele já representava os ATLETAS nas competições nacionais, também foi um nome que não houve objeções nem resistência, acreditando que ele irá amadurecer muito e trará um pouco da sua experiência como atleta profissional para dentro do seio da instituição, agradeceu ao ex presidente Carlos Abdalla, Tour Manager da BAHIA, profissional de alto gabarito e que a FBSurf ganha muito com a participação do mesmo. Dando continuidade ressaltou a importância de Marcos Pelegrino, referência na Bahia, e que estará totalmente integrado ao quadro Técnico do Estado. Seguiu afirmando que Bruno Galini tem total autonomia e apoio da diretoria para tomar as decisões necessárias em prol do Surf da Bahia, dos atletas e dos membros técnicos.

Marcelo finalizou a reunião dizendo que agora é um outro momento e que a Federação Baiana de Surf está aberta para todos. “Temos excelentes profissionais e precisamos valoriza-los, assim como aproximar todas as associações e clubes de surf e integrar todas as Costas da Bahia à FBSurf”. De fato a proposta desta nova e atual Diretoria é unir o Surf Baiano, do Norte ao Sul do Estado, resgatar também a credibilidade com o Poder Público e a Iniciativa Privada, fazendo com que as empresas voltem a apoiar o surf no Estado e consecutivamente os ATLETAS.

I SESSÃO ORDINÁRIA DA ATUAL DIRETORIA DA FBSURF

31413399_2030567367214325_2325241121631895552_n

Reuniu-se ontem dia 27/04, coletivamente na Av. Luiz Tarquínio, n° 1.686, Pitangueiras, em Lauro de Freitas, a atual diretoria da Federação Baiana de Surf, reunião está que contou com a presença do Presidente Marcelo Barros, do Vice Presidente Ricardo Luz, da Diretora Executiva Carla Circenis, do Diretor Financeiro José Reis e do Diretor Técnico Bruno Galini, com a finalidade de tratarem da seguinte ordem do dia:

• Obrigações, taxas, multas e tarifas bancárias, contraídas em nome da FBSurf na prática de ato regular da gestão passada;

• Elaboração dos Regulamentos e Regimento Interno:
1 – Regras para realização de Etapas e Circuitos Baiano de Surf;
2 – Homologação de eventos Estaduais, Nacionais e Internacionais 2018;
3 – Filiação e Vinculação;
4 – Prioridades na formatação dos calendários FBSurf 2018;
5 – Regras de Competições;
6 – Inscrições;
7 – Equipe Técnica;
8 – Regulamento Disciplinar;
9 – Sustentabilidade nos eventos;
10 – Diretorias FBSurf Regionais quadriênio 2018/2022;

• Projeto de orçamento para o exercício de 2018;

• Elaboração do calendário da temporada;

• Regulamentação em Nota Oficial:
1 – Promover a criação de comissões ou grupos de trabalho com a função de desenvolver atividades de comunicação, assessoria de imprensa, marketing e vendas de projetos;
2 – Fixação de prêmios e gratificações pela participação de atletas e pessoas ligadas à Federação, nos meetings, workshops, cursos e competições realizadas ou homologadas pela FBSurf.

Vale ressaltar que as decisões tomadas e aprovadas pela Diretoria Executiva da FBSurf, serão apresentadas em Assembléia Geral a ser divulgada previamente em edital de convocação, com data, horário e local a serem definidos.
A noite a Diretoria participou ainda do Meeting na Fábrica da Dynamic Style, para apresentação dos novos produtos da TECCEL BRASIL. Finalizando o Presidente Marcelo Barros propôs ao Sócio da Teccel uma parceria da Empresa com a Federação Baiana de Surf para o Calendário anual da instituição, onde ficou acordado que a Teccel estará presente como patrocinadora e também com um stand apresentando sua nova linha de produtos.

Carla Circenis – Diretora Executiva FBSurf

Entrevista do Presidente Abdalla

 

 

Presidente da FBSURF 2014/2018. Crédito SurfBahia
Presidente da FBSURF 2014/2018. Crédito SurfBahia

Reproduzimos aqui a entrevista ao Portal SurfBahia do nosso Presidente Carlos Abdalla, recém eleito para o período de 2014/2018.

Na noite da última terça-feira, Carlos Abdalla, 40 anos, foi eleito o novo presidente da Federação Baiana de Surf (FBS).

Abdalla possui diversos serviços prestados à própria Federação e também a entidades como a Associação Brasileira de Longboard (ABL) e Associação Nordestina de Surf (ANS), onde exerce a função de tour manager. Também já trabalhou em muitos eventos da Confederação Brasileira de Surf (CBS).

O novo presidente da FBS é também empresário no ramo de confecção, e avisa: “Não pretendo ganhar dinheiro com o esporte, nem quero. Tenho a minha vida estabilizada e por isso, antes de mais nada, quero deixar claro. Sempre vemos as pessoas falando que fulano tem aquilo porque roubou o surf, comprou aquilo com o dinheiro público. Tudo o que tenho é graças ao sucesso das minhas empresas e não quero nenhum dinheiro do surf”.

Nesta entrevista ao SurfBahia, Carlos Abdalla fala sobre os seus planos como presidente e também sobre o processo de eleição da FBS.
 
Como presidente eleito, qual será seu primeiro passo à frente da FBS?

Primeiramente reorganizar tudo para 2015. Já demos o primeiro, que é promover a primeira etapa do Estadual em setembro, e isso já é um grande passo em uma época de eleições e crise no mercado.



O surf profissional no Estado vive um declínio há alguns anos com poucos eventos e sem um Circuito forte e competitivo. Como enxerga esse quadro atual e quais as medidas para retomar o Circuito Baiano Profissional?


O surf está em declínio em todo o país, não só a Bahia. As pessoas têm a mania de dizer que “só” aqui na Bahia acontece isto, e sabemos que a crise está no Brasil inteiro. Temos que conversar muito para poder dar uma diretriz a um evento profissional ou Pro / Am.
 
Notamos um hiato entre as gerações de competidores na Bahia e talvez isso seja reflexo da falta de investimentos nas categorias amadoras e em uma equipe na disputa do Brasileiro Amador. Quais os planos para formar novos talentos e um time forte para brigar pelo título do Brasileiro Amador?
 
Excelente pergunta. Em nossa gestão, fizemos muitas etapas do circuito amador, facilitando e muito para que todas as associações ou produtores de evento fizessem estas etapas, pois o atleta não precisa de “megas” palanques, e sim de premiação. Ele precisa de eventos para ficar afiado e fazer bonito no circuito brasileiro de surf amador e outros eventos fora do estado. Sou contra cobrar “taxa” de filiação a entidades que já não têm como sobreviver, fazendo com que as poucas que promoviam eventos não demonstrassem mais a vontade de realizar algo. 



Antes das eleições, notou-se um certo conflito entre algumas associações de surf do Estado. Qual sua posição diante dessas controvérsias e como será sua relação com as outras associações?
 
Uma associação tem o direito de exigir algo desde que promova algo em prol de seus associados. Visualizava entidades que não fazem mais nada há muito tempo querendo votar porque já têm muito tempo de “fundada”. Isto é injusto com aquela que, independente do ano em que foi criada, faz algo para o esporte. Todas as entidades serão bem vindas e convidadas a realizar seus eventos para seus associados.



Sua gestão será de 4 anos à frente da entidade. Como o senhor gostaria de ver a FBS em 2018?

Com um circuito sólido, forte em todas as categorias, com atletas representando o estado como ele merece ser representado!!



No fórum da reportagem sobre a eleição e pelos comentários nas redes sociais, muitos internautas questionaram as chapas concorrentes e a grande maioria não acredita na melhoria da FBS. Como vê essa descrença por parte dos surfistas baianos?
 
As chapas foram criadas por pessoas que poderiam assumir a Federação, porém os internautas não sabem que muitas associações “apareceram” e queriam a qualquer custo votar, o que já era de se estranhar… Foram criadas “regras” para que elas pudessem votar e a novela durou 7 meses, com todos os presentes em cada reunião concordando com tudo. Quando chegava a época em que já era para votar, mais uma vez se dava uma nova chance, e aí vimos no que deu. O surf esta caótico no país como um todo. Isto não acontece somente na Bahia, mas estaremos trabalhando para alavancar o esporte. Hoje temos a CBS na Bahia e temos que trabalhar alinhados com a Confederação para que em um futuro próximo possamos revelar novos campeões .
 
Na sua opinião, o Circuito Baiano Amador deve ser separado ou junto do Profissional? Qual a premiação mínima da Pro que pretende distribuir?
 
Vejo que o circuito amador poderia ser junto, porém extiguindo a categoria “Open” e criando a categoria Pro / Am. Com a inclusão desta categoria e a exclusão da Open, todas as associações poderiam fazer o mesmo. Não posso prometer nada com a categoria Profissional, pois é muito cedo e qualquer promessa hoje seria uma mentira.
 
O objetivo é promover etapas do Circuito em lugares mais tradicionais, como Jaguaribe, Stella, Olivença, Itacaré, ou passar também por praias menos badaladas?
 
Os atletas lembram que sempre em janeiro abríamos o Amador em Canavieiras, um evento simples, porém já era um treino para todos. Fizemos Estadual em Belmonte. Veja bem, dois munícipios que fazem parte da Bahia e muitos não conhecem. Com toda certeza estes e outros estarão de volta em 2015, pois a Bahia vai da praia do Costa Azul, no norte, até a divisa com o Espírito Santo, no município de Mucuri.
 
Pretende desenvolver alguma ação durante o WQS Surf Eco Festival em Itacaré, como a FBS fez no ano passado, ou é contra promover etapas junto com outros grandes eventos?
 
Sou a favor de que todos os grandes eventos que chegam à Bahia façam algo em beneficio do Estado e de seus atletas. Se, por exemplo, temos uma estrutura montada com tudo e se há vontade de ambas as partes, para mim, quantos mais eventos para os atletas do Estado, melhor .

Abdalla é eleito para o período 2014/2018

Abdalla o novo presidente laureado pelos seus eleitores
Abdalla o novo presidente laureado pelos seus eleitores

A nova diretoria que vai comandar a Federação Baiana de Surf (FBS) foi eleita na noite desta terça-feira, no Auditório Astor Pessoa, na sede da FTC, em Salvador (BA).

Carlos Abdalla é o presidente da chapa que levou a melhor na votação. Ele comanda a entidade até o ano de 2018.

A diretoria conta ainda com Brício Argolo (vice-presidente), Rosa Cayres (secretária) e André Cardoso (tesoureiro).