Praia da Tiririca, palco de campeonatos internacionais de surf, recebe a primeira etapa do Baiano de Surf 2024

Itacaré, surfcity dos sonhos de atletas do Brasil e do Mundo, recebe atletas de base e profissionais para começar o campeonato baiano de surf de 2024 em grande estilo

A Praia da Tiririca, em Itacaré, é uma das praias de desejo de surfistas mundo afora – e nada melhor do que começar o ano de competições neste cenário! Entre os dias 23 e 25 de fevereiro, a praia receberá o Itacaré Surf Festival, primeira etapa do Circuito Baiano de Surf de 2024.

Atletas de base das categorias Sub 08 a Sub 18, da categoria surf feminino e os profissionais participam do evento, que espera a presença de cerca de 80 competidores, vindos de diversas cidades da Bahia. Esta etapa já é válida para o ranking estadual de 2024 e está aberta apenas para atletas filiados à FBSurf.

O evento marca o início das operações do Centro de Treinamento de Surf da Praia da Tiririca, o primeiro centro público do esporte na Bahia, resultado de uma emenda parlamentar da deputada Alice Portugal. O CT terá a gestão da Associação de Surf de Itacaré, uma das mais antigas associadas da Federação Baiana de Surf.

O atleta de destaque João Jesus 'JJ' no quintal de casa. JJ foi campeão baiano das categorias Sub 10, Sub 12 e Sub 14 em 2023. Foto @fabricianojuniorsurf.
O atleta de destaque João Jesus ‘JJ’ no quintal de casa. JJ foi campeão baiano das categorias Sub 10, Sub 12 e Sub 14 em 2023. Foto @fabricianojuniorsurf.

Repetindo o sucesso de 2023

A Federação Baiana de Surf apresenta a primeira etapa do seu circuito estadual já no mês de fevereiro, buscando repetir os grandes resultados do ano anterior, quando foram realizadas oito etapas estaduais ao longo do ano, em locais como a Praia do Forte, Salvador, Porto Seguro e Ilhéus.

Como de costume, a FBSurf vai oferecer premiação a todas as categorias e todos os atletas inscritos receberão um kit com camiseta e brindes. Os primeiros quatro colocados recebem troféu ou medalha. Os dois primeiros colocados das categorias Sub 12 a Sub 18 e da categoria Feminino receberão blocos e os atletas da categoria

Profissional receberão premiação em dinheiro. – Uma das novidades de 2024 são os benefícios oferecidos aos atletas filiados à FBSurf, com descontos oferecidos em entidades educacionais, lojas de equipamento e acessórios de surf, surfwear, restaurantes e outros convênios que serão divulgados em breve.

O circuito valerá para o ranking anual da FBSurf, que dá direito aos atletas a pleitear auxílios como o Bolsa Atleta e o Faz Atleta.

Centro de Treinamento de Surf - Praia da Tiririca, Itacaré, BA - Foto @fabricianojuniorsurf.
Centro de Treinamento de Surf – Praia da Tiririca, Itacaré, BA – Foto @fabricianojuniorsurf.

Esporte olímpico

O surf é um esporte que vem ganhando destaque ao longo dos anos e a Bahia é um estado privilegiado. Ao longo de mais de 1 100 quilômetros de extensão, seu litoral favorece a prática do surf e o trabalho da FBSurf vem sendo desenvolvido para apoiar e fomentar o esporte e o surgimento de novos praticantes e de atletas de ponta.

Em 2020, o surf fez a sua estreia nos Jogos Olímpicos de Tóquio, com o Brasil garantindo a primeira medalha de ouro da modalidade. Este ano o esporte fará sua segunda edição nos Jogos Olímpicos de Paris nas praias do Taiti, uma das ilhas que fazem parte da Polinésia Francesa.

O circuito baiano de surf dá visibilidade e incentiva novos atletas a praticar e se dedicar ao esporte até atingir o índice de alto rendimento e, por isso, ao longo desta gestão da FBSurf, vem sendo amplamente apoiado pelo Governo do Estado da Bahia através da SUDESB (Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia).

Além da SUDESB, o Itacaré Surf Festival está sendo realizado em parceria com a ASI (Associação de Surf de Itacaré), Prefeitura de Itacaré, Secretaria de Esporte e Juventude de Itacaré e Câmara de Vereadores de Itacaré.
As inscrições permanecem abertas através da plataforma TicketSports.

BAIANO DE SURF – ITACARÉ SURF FESTIVAL
Válida pelo Campeonato Estadual Baiano 2024
De 23 a 25 de fevereiro na Praia da Tiririca
Categorias: Feminino, Sub 08 a Sub 18, Profissional

Filiação: https://www.ticketsports.com.br/e/filiacao-fbsurf-38022?termo=FBSurf&periodo=0&mes=&inicio=&fim=&ordenacao=2

Inscrição na etapa de Itacaré:
https://www.ticketsports.com.br/e/itacare-surf-festival-37970?termo=Itacar%C3%A9&periodo=0&mes=&inicio=&fim=&ordenacao=1

FBSurf está certificada em projeto da Lei de Incentivo ao Esporte

Entenda como funciona a certificação e quais os próximos passos para captar os valores permitidos. E você também pode (e deve) fortalecer esses projetos!

Em um feito inédito para a Federação Baiana de Surf, acabamos de ter nosso projeto aprovados pela Lei Federal de Incentivo ao Esporte. Com esta liberação, a entidade está apta a captar cotas para dar suporte à equipe baiana de surf (em diferentes modalidades) na participação do Campeonato Brasileiro de Surf.

Também está em trâmite a aprovação do projeto para promover o Campeonato Baiano de Surf, em todas as modalidades, no período de um ano.

A Lei de Incentivo ao Esporte (Lei nº 11.438/06) permite que empresas e pessoas físicas invistam parte do que pagariam de Imposto de Renda em projetos esportivos aprovados pela Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania.

Os projetos esportivos aptos a receber os benefícios da Lei de Incentivo ao Esporte precisam ser aprovados pelo Ministério do Esporte e devem atender a critérios específicos, contribuindo para o desenvolvimento do esporte no país. Isso reforça mais uma vez como a nossa atual gestão vem se esforçando para manter sua regularização e prestação de contas em dia, de forma eficiente, transparente e incontestável.

Quem pode doar?

Empresas tributadas em lucro real, podem investir em projetos esportivos, deduzindo até 2% do IR devido. Pessoas físicas que declaram IR no modelo completo podem investir em projetos esportivos, deduzindo até 7% do IR devido.

A doação é realizada durante o ano vigente e até o último dia útil/expediente bancário do ano e, ao lançar a declaração no ano que vem, esse recurso é retornado em forma de restituição ou abatimento. Também é possível com uma doação livre para os projetos da FBSurf.

Projeto aprovado

Processo: 71000.083811/2023-81
Proponente: Federação Baiana de SURF
Título: Circuito Brasileiro de SURF
Registro: 2304052
Manifestação Desportiva: Desporto de Rendimento
CNPJ: 03.632.904/0001-28
Cidade: Itacaré UF: BA
Valor autorizado para captação: R$ 1.546.588,70

Dados Bancários:
Banco do Brasil
Agência no 4105 DV: X
Conta Corrente (Captação)
vinculada no 22842-7

Período de Captação até: 22/11/2025

Publicação no DOU: Página 200 do Diário Oficial da União – Seção 1, número 233, de 08/12/2023 – Imprensa Nacional

Contatos

E-mail: mkt@fbsurf.com.br

Importante

Após fazer o depósito na conta do projeto preencha este formulário para identificação do seu depósito e emissão do recibo.

Para depósitos identificados, favor informar no sistema bancário o CPNJ 03.632.904/0001-28, nominal à FEDERAÇÃO BAIANA DE SURF.

Circuito Baiano de Surf 2023 comemorou os 50 anos de surf em Ilhéus

Um grande festival de surf aconteceu na praia do Renascer em Ilhéus comemorando os 50 anos de surf na cidade.

Um grande encontro do surf baiano aconteceu nos dias 3, 4 e 5 de novembro na Praia da Renascer, em Ilhéus. A quinta etapa do Circuito Baiano de Surf contou com atletas, desde os 4 anos até os veteranos, como Paulette, com 70 anos. Incluindo modalidades do Longboard e Bodyboard, foi um verdadeiro festival do surf.

Em comemoração aos 50 anos de surf na cidade de Ilhéus, a FBSURF (Federação baiana de surf) e a ASURFI (Associação de Surf de Ilhéus), através do fomento do Governo do Estado da Bahia, em uma parceria bastante consolidada com a SUDESB (Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia) reuniram surfistas de todas as tribos do surf, em Ilhéus, para comemorar essa data significativa.

Foram 15 categorias distribuídas em três dias de evento. Na sub 8 (para surfistas até 8 anos), o campeão foi Ian Reis; na sub 10 e sub 12, João Jesus “JJ” levou as duas. Já na categoria sub 14, Bernardo Bicalho ficou em primeiro. Na sub 16, o surfista de Ilhéus Miguel Cerqueira garantiu o alto do pódio. Entre os surfistas da sub 18, o melhor foi Vitor Gabriel. E no feminino Open, Catarina Lorenzo foi a grande campeã. 

Já entre a galera mais experiente, em sua estreia na categoria Master (+35), Alandreson Martins levou a melhor. Na categoria Kahuna (+45) Marcelo Alves mostrou muita vitalidade, e deixou o troféu em ilhéus. O mesmo aconteceu na galera Legends (+55), com a vitória do ilheense Gabriel Macedo, que pôde competir ao lado da lenda do surf de Ilhéus, Paulette.

” É uma honra poder competir com Paulette, uma lenda do surf. Pra mim, não teve vencedor. Pra mim, ele vai ser sempre o meu campeão. A Federação Baiana e a Asurfi estão de parabéns, mais uma vez. Tivemos um espetáculo! Um evento de miscigenação, com várias categorias e surfistas de várias idades. Mais um evento realizado de forma exemplar”, disse Macedo. 

Seguindo a lista de campeões, Luan Araújo levou a melhor na categoria Longboard Open. Na Long Master Master +35, Alanderson Martins ficou em primeiro lugar. A rapaziada do Bodyboarding fez bonito e no Open masculino teve Lucas Rodrigues como campeão, e no Feminino Talita Dias como campeã. A premiação foi recheada de pranchas e blocos – para o campeão e vice campeão, além de kits, troféus e medalhas, e premiação em dinheiro para as categorias Master e Longboard.

Ter surfistas de todas as idades e tribos juntos engrandeceu o evento. E a diversão e os encontros foram o mais importante. Todos são vencedores, em se tratando de um dos esportes mais desafiadores que existe. 

” É notório e nítido o trabalho que a federação vem fazendo no surf do estado da Bahia, através da parceria com o governador Jerônimo Bonfim. Agradecemos muito a parceria com a SUDESB. Através deste fomento, foi possível comemorar os 50 anos de surf em Ilhéus com esse espetáculo” disse André Dórea, presidente da ASURFI.

A realização do evento foi da FBSURF (Federação Baiana de Surf) em parceria com o Governo do Estado da Bahia através da SUDESB (Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia). Parceria da ASURFI (Associação de surf de Ilhéus) e Prefeitura de Ilhéus através da câmara de vereadores de Ilhéus. Homologação: CBSurf – Confederação Brasileira de Surf. Apoio: @genesisbodyboardsoficial @rootssilver  @pelasondas @hamburgao_lanch_e_petiscos @mercadobemmelhor2

Resultados Etapa Ilhéus

Sub 8
1-Yan Reis
2- Noah Abaeté

Sub 10
1- João Jesus
2- Ruda Nascimento
3- Joao Gabriel
4- Alexandre Neto

Sub 12
1- João Jesus 
2- Miguel Becker
3- Bernardo Lernher
4- Rafa Galeno

Sub 14
1- Bernardo Bicalho
2- Joao Jesus
3- Davi Bastos
4- Mauy Schimidt

Sub 16 
1- Miguel Cerqueira
2 – Felipe Guerreiro
3- Vitor Gabriel
4- Goncalo de Britto

Sub 18
1- Vitor Gabriel
2- Goncalo de Britto
3- Miguel Cerqueira
4 – Felipe Guerreiro

Feminino
1- Catarina Lorenzo
2- Laine Silva
3- Camile Lindeberg
4- Kailane Cardoso

Master (+35)
1- Alandreson Martins
2- Marcelo Alves
3- Wedson Ribeiro
4- Vinicius Barreto

Kahuna (+45)
1- Marcelo Alves
2- Geronimo Bonfim
3- A.Lopes
4 – Dede Dorea

Legends (+55)
1- Gabriel Macedo
2- Paulo Falcon
3- Paulette

LongBoard Open
1- Luan Araujo
2-Leandro Prado
3-Fabio Celestino
4- Fernando Eloy

Longboard Master
1- Alandreson Martins
2- Leandro Prado
3- Fernando Eloy
4- Tales Quadros

Bodyboard Masculino
1- Lucas Rodrigues
2- Douglas Salvador
3- Manoel Neto
4- Rodrigo Silva

Bodyboard Feminino
1- Talita Dias
2- Thais Morato
3- Liz Bensabath
4- Thianda Mayrinck

Fotos e Assessoria de Imprensa 
Pedro Monteiro

47 anos de FBSurf

No mês de julho a Federação Baiana de Surf celebra os 47 anos de sua fundação. Desde 1976 a entidade vem ajudando a escrever a história do surf baiano, através do trabalho de seus voluntários, da dedicação dos atletas e da participação dos pais, das comunidades locais e das associações filiadas.

Nosso litoral é privilegiado e extenso, com inúmeros destinos favoráveis ao surf – dos conhecidos aos ainda pouco explorados – atraindo não apenas talentos locais como surfistas de todo o mundo.

Dos nossos campeões do passado aos atletas que hoje figuram entre os grandes nomes do surf nacional, temos muito orgulho de estar no primeiro escalão do esporte.

A FBSurf está em plena ascensão e é a única entidade reconhecida pela CBSurf como a Federação que regula o esporte na Bahia, tendo a prerrogativa de indicar a Equipe Baiana Júnior para participar do Circuito Brasileiro e validando o direito dos atletas a se beneficiar dos programas de incentivo ao esporte.

Nada melhor do que comemorar este aniversário sendo a federação que já realizou, na metade do ano, quatro etapas do Circuito Estadual Profissional e Amador. E tem muito mais vindo por aí no segundo semestre – etapas de longboard, bodyboard, handsurf, OC-4 Surf e disputas da categoria master estão no nosso radar.

E você, que acompanha de perto o nosso trabalho, também faz parte desta história. Por isso, vamos celebrar!

Viva o surf, viva a Bahia, viva esta conquista de todos nós!

Vida longa e altas ondas à FBSurf. Aloha!

Redes Sociais e Parcerias
mkt@fbsurf.com.br

Fabrício Bulhões dispara na liderança do Circuito Estadual Baiano

O Circuito Extremo Surf foi realizado neste final de semana na Praia de Mogiquiçaba, com premiações de R$ 10 mil na categoria profissional

A cidade de Belmonte, na Costa do Descobrimento, recebeu a 1ª etapa do Circuito Extremo Surf, válida pelo Campeonato Estadual Baiano, durante este final de semana.

O evento aconteceu entre os dias 7 e 9 de julho na Praia de Mogiquiçaba e contou com cerca de 100 atletas competindo nas categorias profissional e de base (Sub 10 a Sub 18), Local Open, Local Intermediário, Feminina Open e a inédita OC-4 Surf.

Destino ainda pouco explorado pelos surfistas brasileiros, a Costa do Descobrimento provou oferecer boas condições para a prática do surf tradicional e do surf com canoa havaiana – opinião unânime dos atletas participantes e dos visitantes que acompanharam de perto as baterias.

Fabrício Bulhões vence mais uma etapa e dispara na liderança do campeonato estadual baiano. Foto: Lola Porto
Fabrício Bulhões vence mais uma etapa e dispara na liderança do campeonato estadual baiano. Foto: Lola Porto

Os campeões foram conhecidos no domingo, dia 9. A disputa da categoria profissional ficou entre Fabricio Bulhões, Demi Brasil, Sidney Guimarães e Igor Farias, com Fabricio conquistando o topo do pódio ao vencer mais uma etapa.

Um dos destaques da competição foi o atleta de base João Jesus Fiorentino, que levou a melhor na Sub 10, Sub 12 e Sub 14. Morador de Itacaré e com apenas 10 anos de idade, o surfista conhecido com JJ superou seus adversários e se consagrou campeão nas três categorias.

Outro atleta que merece destaque é Vitor Gabriel, que além de conquistar o primeiro lugar na categoria Sub 16, ficou no segundo degrau mais alto do pódio da Sub 18. Quem garantiu o topo da Sub 18 foi o atleta local da Praia do Forte, Gabriel Guerreiro, apresentando um surf progressivo e ultrapassando a pontuação de seus adversários, sagrando-se campeão.

Na categoria Feminina Open, quem conquistou o primeiro lugar foi Catarina Lorenzo, de Salvador, ficando à frente da atleta local Ingrid Topolanski, Laíne Silva e Kaylane Cardoso.

Participaram desta etapa atletas de diversas cidades baianas como Praia do Forte, Camaçari, Lauro de Freitas, Salvador, Valença, Morro de São Paulo, Itacaré, Ilhéus, Santa Cruz Cabrália, Canavieiras, Belmonte e Porto Seguro. Mas aqueles que não puderam comparecer ao evento puderam assistir a transmissão ao vivo através do canal da FBSurf no YouTube.

Inovação com a OC-4 Surf

Uma das novidades do Circuito Extremo Surf foi a realização simultânea do campeonato de OC-4 Surf. Nesta modalidade, os atletas usam a canoa havaiana de quatro lugares para explorar manobras sobre as ondas e fazer acrobacias, como ficar em pé, sentar de costas, plantar bananeira e surfar na ama (o braço lateral que dá estabilidade à canoa). A equipe CPP Extreme de Arraial d’Ajuda foi a grande campeã.

A 1ª etapa do Circuito Extremo Surf foi realizada pela Federação Baiana de Surf, Associação de Surf e Ecologia de Belmonte, Associação de Surf de Porto Seguro, com o patrocínio da Heineken 0.0, Katz, Gehäus e Mais Top Estética, além do apoio da SUDESB, de empresários e das prefeituras locais.

Campeões – 1ª ETAPA – CIRCUITO EXTREMO SURF
Praia de Mogiquiçaba

Profissional

1 – Fabricio Bulhões
2 – Demi Brasil
3 – Sidney Guimarães 
4 – Igor Farias

Local Open

1 – Caio Pontes
2 – Enzo Melo
3 – André Luiz Cassimiro
4 – Caio Visigalli

Local Intermediário

1 – João Luiz Peixoto arruda
2 – Caio Coacci
3 – Ronaldin Silva
4 – Pierre Lacerda

Feminina

1 – Catarina Lorenzo
2 – Ingrid Topolasnki
3 – Laíne Silva
4 – Kaylane Cardoso

Sub 10

1 – João Fiorentino
2 – Rafa Galeno
3 – Ceu Cambute

Sub 12

1 – João Fiorentino
2 – Rafael Galeno
3 – Miguel Becker
4 – Pedro Mogi

Sub 14

1 – João Fiorentino
2 – Yan Rodrigues
3 – Mauy Schmidt
4 – Davi Bastos

Sub 16

1 – Vitor Gabriel
2 – Gonçalo de Brito
3 – Miguel Cerqueira
4 – Isaac Lorente

Sub 18

1 – Gabriel Guerreiro
2 – Vitor Gabriel
3 – Gonçalo de Brito
4 – Isaac Lorente

Fabrícia Valeck
Redes Sociais e Parcerias
mkt@fbsurf.com.br
+55 11 99720-2463

Equipe baiana fica 3º lugar na abertura do Circuito Brasileiro de Surfe, em Pernambuco

Com a melhor performance individual, Maria Eduarda venceu na Sub-16 e ficou em 2ª na Sub-18 femininas. Prova contou com oito categorias

Itacaré, 16 de maio de 2023 – No último domingo (14), Dia das Mães, foram conhecidos os primeiros campeões da primeira etapa do Circuito CBSurf Rip Curl Grom Search 2023, na Praia do Borete, em Ipojuca (PE). A prova, que abriu o circuito brasileiro das categorias de base, rendeu um gosto especial de vitória para a equipe baiana, que conquistou o 3º lugar. A garotada de São Paulo comemorou o título e a do Rio de Janeiro ficou com o vice-campeonato.

Além de estabelecer um novo recorde de participação de atletas nesta edição, com um total de 21 surfistas inscritos, os baianos comemoraram a performance da surfista Maria Eduarda, de 14 anos. A atleta surfou muito para vencer na categoria sub-16 e ficar com um vice-campeonato na sub-18 feminina. “Muito feliz pelas conquistas. Só tenho a agradecer a Deus e a todos que acreditam e torcem por mim”, celebrou a campeã, ainda no pódio.

Foto: Lola Porto
Foto: Lola Porto

Maria Eduarda é uma das grandes revelações do surf nordestino e um dos nossos destaques da equipe baiana. Local de Serra Grande, município de Uruçuca, no sul do estado, a talentosa surfista já ultrapassou as fronteiras do nordeste. Disputou também várias finais de campeonatos em São Paulo, Santa Catarina e Rio de Janeiro. Ela é a atual bicampeã baiana na categoria Sub-14. João Jesus e Vitor Gabriel também se destacaram. Eles chegaram às semifinais da sub-14 e na sub-16, respectivamente.

O presidente da Federação Baiana de Surf (FBSurf) Marcelo Barros celebrou o terceiro lugar da equipe e os esforços individuais de cada atleta, dos membros da comissão técnica e dos familiares envolvidos. Ele destacou o esforço da entidade, que, com apoio da Superintendência de Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), disponibilizou um ônibus para o transporte da equipe.

“A FBSurf vem trabalhando para superar as adversidades e implantar uma gestão mais transparente e profissional, marcando uma nova fase para a entidade”, explica Barros. “Estes são os primeiros frutos deste trabalho em equipe, que, mesmo com poucos recursos, conseguiu superar todos os demais estados do Nordeste neste campeonato”, celebra o gestor.

TRÊS ETAPAS – A etapa de Ipojuca foi a primeira das três etapas que vão compor o Circuito CBSurf Rip Curl Grom Search 2023. A próxima será nos dias 10 a 13 de agosto no Guarujá (SP) e a última de 12 a 15 de outubro em Garopaba (SC), onde serão conhecidos os campeões individuais das quatro categorias e a melhor equipe estadual.

Para continuar escrevendo a história do surf baiano, a FBSurf agora busca de novos apoiadores e patrocinadores para dar continuidade a este projeto de suporte e incentivo dos atletas de base.

RANKING BRASILEIRO DE EQUIPES

1️º – São Paulo – 8.535 pontos
2º – Rio de Janeiro – 8.343
3º – Bahia – 7.548
4º – Paraná – 7.398
5º – Santa Catarina – 7.135

Yordan Bosco
Assessoria de Imprensa (MTB 2992)
yordanbosco@gmail.com
+55 71 99133-7282

Fabrícia Valeck
Redes Sociais e Parcerias
mkt@fbsurf.com.br
+55 11 99720-2463

Fabrício Bulhões domina última prova e ratifica título do Circuito Triple Crown

Além do título de supercampeão na Praia do Forte, surfista ilheense fatura mais R$ 3 mil e abre vantagem na corrida pelo título baiano profissional

Praia do Forte, 30 de abril de 2023 – Depois de três dias de disputas intensas na Praia do Forte, Litoral de Mata de São João, os campeões do circuito de surfe Tivoli Triple Crown foram conhecidos na tarde deste sábado (30). Segundo colocado primeira etapa e campeão na segunda, Fabrício Bulhões, 26 anos, venceu mais uma vez na praia da Catinguiba e comemorou o título de supercampeão do circuito.

Ele derrotou, na grande decisão, o ‘local’ Ayrton Dylan, e os sufistas de Salvador Erik Moraes e Júnior Camarão, respectivamente. O também local da Praia do Forte e campeão brasileiro de 2015 Bino Lopes, 35, chegou à prova empatado com Bulhões no ranking, mas caiu nas quartas-de-final.

Entre os amadores, Gabriel Guerreiro, 17, da Praia do forte, foi o grande destaque. Ele venceu a prova na sub-18 e ficou em quarto na local (vencida por seu irmão, Pedro), categoria nas quais também foi supercampeão do circuito. Guerreiro se prepara para disputar, na semana que vem, a abertura do circuito brasileiro amador, no litoral pernambucano.

Gabriel Guerreiro. Foto Rodrigo Calzone

Catarina Lorenzo, de Salvador, e Davi Lucca, da Praia do Forte, também venceram na etapa e no circuito. Catarina na feminino e Davi na sub-14. Na sub 8, só deu Itacaré. Ian Reis venceu a prova e Gabriel Brito o circuito. Na sub 16 deu Praia do Forte e Ilhéus, com Felipe Guerreiro ficando com o título do circuito e Miguel Cerqueira da etapa.

Na sub-12, o título do circuito ficou empatado entre João Jesus (Itacaré) e Numa Liory (Praia do Forte), que também foi o grande vencedor da prova. Já na sub-10, o vencedor da etapa foi Davi Lucca e o grande campeão do circuito foi João Jesus.

Soberano – Fabrício Bulhões está imbatível na temporada. Das quatro provas profissionais que aconteceram na Bahia neste ano, ele simplesmente venceu três e ficou em segundo em uma. Faturou R$ 12 mil em dinheiro e, através do Tivoli Triple Crown, abre grande vantagem na briga do título baiano profissional deste ano.

Atualmente sem patrocínio, o ilheense explica que tudo o dinheiro ganho tem reinvestido em competições. Ele se prepara para competir duas provas da Taça Brasil neste mês, em Pernambuco e no Rio Grande do Norte. O circuito é qualificatório para definir a elite do surfe brasileiro em 2024. “Estou muito feliz com esse começo de temporada. As coisas têm acontecido e estou muito focado para isso”, celebra.

Bullhões explica que entrar para a elite do surf brasileiro, o Dream Tour, é o seu maior objetivo. Na Praia do Forte ele mostrou muita competitividade e um repertório de manobras modernas, que o fizeram vencer todas as baterias com certa folga. “Me sinto muito a vontade na Praia do Forte, que parece um pouco com as ondas da praia do Havaizinho, em Ilhéus, onde treino constantemente”, compara. Mudei de equipamento, os resultados estão vindo e a cada prova vou dar o meu melhor e fazer o que mais amo, que é surfar”, promete.

Davi Luca. Foto Rodrigo Calzone

O Tivoli Triple Crown é hoje o circuito de surfe mais consistente e com maior premiação no estado da Bahia neste ano. Além de distribuir R$ 30 mil em dinheiro para os profissionais, os atletas das demais categorias ganharam preciosos pontos que definirão os campeões estaduais e vagas para disputa de competições nacionais e premiações em pranchas e em kits com roupas e acessórios.

Mais forte para 2024 – “Estamos atingindo com sucesso o objetivo, que é fazer mais um evento esportivo importante na Praia do Forte, fomentar o surfe na nossa região e proporcionar mais estrutura para os atletas baianos”, pontua o produtor do evento e empresário Alexandre Leal. Ele explica que o Tivoli Triple Crown 2024 já está em fase de elaboração e que terá premiação ainda maior e mais intervalo de tempo entre as etapas.

Premiação extra para o campeão pró – A vitória de Fabrício Bulhões no circuito Tivoli Triple Crown também lhe rendeu o prêmio extra um final de semana no Tivoli Ecoresort, com direito a acompanhante e toda mordomia.

De encontro com a proposta do Tivoli Ecoresort Praia do Forte, de respeito à biodiversidade e à paisagem exuberante do local, o Tivoli Triple Crown tem o objetivo de atrair atletas e suas famílias para incentivar o turismo e a prática do esporte no local.

O Tivoli Triple Crown tem os patrocínios do Tivoli Ecoresort Praia do Forte e da Billabong e apoios da Prefeitura Municipal da Mata de São João, através da Secretaria de Turismo (Setur), do Quintas da Lagoa, do portal waves.com.br, do Projeto TAMAR, da Blue Protetor Solar e da Associação Comercial e Turística da Praia do Forte (Turisforte).

CAMPEÕS DA 3ª ETAPA

Profissional
1) Fabrício Bulhões (CAMPEÃO DO CIRCUITO)
2) Ayrton Dylan
3) Erik Moraes
4) Júnior Camarão

Sub- 18
1) Gabriel Guerreiro (CAMPEÃO DO CIRCUITO)
2) Gonçalo Brito
3) Gabriel Leal
4) Felipe Guerreiro

Feminino
1) Catarina Lorenzo (CAMPEÃ DO CIRCUITO)
2) Samira Vitória
3) Dayse Costa
4) Luiza Nunes

Local
1) Pedro Guerreiro
2) Pedro Guerreiro
3) Luiz Fernando
4) Gabriel Guerreiro (CAMPEÃO DO CIRCUITO)

Sub-16
1) Miguel Cerqueira
2) Gonçalo Brito
3) Gabriel Leal
4) Felipe Guerreiro (CAMPEÃO DO CIRCUITO)

Sub-14
1) Davi Lucca (CAMPEÃO DO CIRCUITO)
2) Mauy Miguel
3) Ian Rodrigues
4) Davi Bastos

Sub-12
1) Numa Liory (NUMA E JOÃO CAMPEÕES DO CIRCUITO)
2) João Jesus
3) Davi Lucca
4) Miguel Becker

Sub-10
1) Davi Lucca (CAMPEÃO DO CIRCUITO)
2) João Jesus
3) Rudá Nascimento
4) Ian Vasconcelos

Sub-8
1) Ian Reis
2) Gabriel Brito (CAMPEÃO DO CIRCUITO)
3) Layla Sofia
4) Ceo Cambutte

Praia do Forte sedia última etapa de circuito de surfe profissional neste final de semana

Com R$ 10 mil de premiação e pontos preciosos para o ranking baiano, o encerramento do Tivoli Triple Crown acontece de sexta (28) a domingo (30)

Este final de semana será de grande expectativa e decisões para o surfe baiano. Entre sexta e domingo (28 a 30), cerca de 140 atletas de todo estado vão surfar as ondas da Praia da Catinguiba, na Praia do Forte, Litoral de Mata de São João, em busca de pontuações para o ranking baiano, de R$ 10 mil em dinheiro e de títulos em nove categorias do Circuito Tivoli Triple Crown.

A competição, que tem como líderes do ranking profissional Bino Lopes, da Praia do Forte, e Fabrício Bulhões, de Ilhéus, terá a definição de mais oito campeões de categorias amadores. O Tivoli Triple Crown iniciou no final de janeiro e teve a segunda prova em fevereiro, no mesmo local.

Bino Lopes e Bulhões estão empatados na ponta do ranking, por se revezarem na primeira e na segunda colocações, nas duas provas iniciais. Campeão brasileiro de 2015 e com três vitórias em etapas do circuito mundial de acesso WQS no currículo, o experiente Lopes, 35, tem a seu favor a torcida e o profundo conhecimento das ondas da Catinguiba, que fica próxima às piscinas naturais da Praia do Lord.

Bulhões é um surfista em ascensão. Aos 26, acumula dois vice-campeonatos baianos profissionais (2018 e 2019) e três títulos estaduais amadores. Correndo por fora estão Bruno Galini (Ilhéus), Erik Moraes (Salvador) e Ayrton Dylan (Praia do Forte).

Entre os amadores, os favoritos são Gabriel Guerreiro, Gabriel Leal e Davi Lucca, da Praia do Forte; Rian Fadul, Bernardo Bicalho e João Jesus, de Itacaré; Isaac Lorente, de Ilhéus; e Catarina Lorenzo, de Salvador (veja a categoria de cada um no ranking, abaixo).

O Tivoli Triple Crown é hoje o circuito de surfe mais consistente e com maior premiação no estado da Bahia. Além de distribuir dinheiro para os profissionais, os atletas das categorias sub-18, feminino, local, sub-16, sub-14, sub-12, sub-10 e sub-8 terão preciosos pontos que definirão os campeões estaduais e vagas para disputa de competições nacionais e premiações em pranchas e em kits com roupas e acessórios.

Mais forte para 2024 – “Estamos atingindo com sucesso o objetivo, que é fazer mais um evento esportivo importante na Praia do Forte, fomentar o surfe na nossa região e proporcionar mais estrutura para os atletas baianos”, pontua o produtor do evento e empresário Alexandre Leal. Ele explica que o Tivoli Triple Crown 2024 já está em fase de elaboração e que terá premiação ainda maior e mais intervalo de tempo entre as etapas.

“É um projeto que agradecemos muito ao Tivoli Praia do Forte Eco Resort, na pessoa do diretor João Eça. Ele abraçou não apenas como principal patrocinador, mas por acreditar na força da nossa juventude e por enxergar o surfe como uma poderosa ferramenta de transformação social, cultural e de incentivo ao turismo da região”, celebra Leal.

Premiação extra para o campeão pró

Além de largarem com vantagem na corrida pelo título baiano deste ano, os vencedores do Tivoli Triple Crown serão premiados como supercampeões, após as três provas. Como prêmio extra, o vencedor do circuito profissional ganhará um final de semana no Tivoli Ecoresort, com direito a acompanhante.

De encontro com a proposta do Tivoli Ecoresort, de respeito à biodiversidade e à paisagem exuberante do local, o Tivoli Triple Crown tem o objetivo de atrair atletas e suas famílias para incentivar o turismo e a prática do esporte no local.

Assessoria de Imprensa:
Yordan Bosco
(71) 99133-7282

Apoios e Patrocínios:
mkt@fbsurf.com.br

Campeões do Tivoli Triple Crown serão conhecidos no final do mês, na Praia do Forte

Bino Lopes e Fabrício Bulhões dividem a liderança entre os profissionais. Última prova acontece entre 28 e 30 de abril, na praia da Catinguiba

A definição dos nove campeões do Tivoli Triple Crown já tem data marcada. A terceira e última prova do circuito acontece entre os dias 28, 29 e 30 de abril, na Praia da Catinguiba, na Praia do Forte, litoral de Mata de São João. Entre os profissionais, o ‘local’ Bino Lopes e o ilheense Fabrício Bulhões entram com vantagem, pois dividem a liderança do ranking.

O Tivoli Triple Crown também pontua para o Circuito Baiano de Surf 2023 e distribui R$ 10 mil por etapa para os profissionais. Lopes venceu a primeira prova e Bulhões foi o segundo colocado. Já no segundo confronto, foi a vez do ilheense vencer e deixar seu principal concorrente com o vice-campeonato.

Correm por fora Bruno Galini (Ilhéus), Erick Moraes (de Salvador) e Ayrton Dylan (da Praia do Forte). Eles figuram na terceira, quarta e quinta posições do circuito, respectivamente. Bino Lopes terá mais uma vez a torcida e a família a seu favor, além do maior conhecimento das ondas, onde treina todos os dias.

“Teoricamente pode ser uma vantagem. Mas na prática não podemos vacilar, porque o nível é muito alto e todos estão acostumados a competir em qualquer lugar e em todo tipo de onda”, pondera o surfista da Praia do Forte, campeão brasileiro de 2015 de vencedor de três etapas do circuito mundial de acesso WQS. “Por isso vou seguir dando o máximo. Tenho treinado forte e me preparado bastante”, diz Lopes.

Entre os amadores

Além da disputa profissional, mais oito títulos do circuito serão definidos da Praia do Forte. Nas categorias feminino, local, sub-18, sub-16, sub-14, sub-12, sub-10 e sub-8 as brigas também prometem. Entre os favoritos, estão Gabriel Guerreiro, Gabriel Leal e Davi Lucca, da Praia do Forte; Rian Fadul, Bernardo Bicalho e João Jesus, de Itacaré; Isaac Lorente, de Ilhéus; e Catarina Lorenzo, de Salvador (veja a categoria de cada um no ranking, abaixo).

Inscrições abertas

As inscrições para participar da prova de encerramento do Tivoli Triple Crown já estão abertas. Para competir na categoria profissional o valor é R$ 154,50, mais R$ 15,45 de taxa. Para a categoria local o valor é de R$ 27,50 (mais R$ 2,75 de taxa), para a feminino é de R$ 54,50 (mais R$ 5,45 de taxa) e para as demais categorias é de R$ 90,50 (mais 9,05 de taxa). As inscrições para a sub-8 já esgotaram.

Link para inscrição: bit.ly/triplecrown3

Premiação extra para o campeão pró

Além de largarem com vantagem na corrida pelo título baiano deste ano, os vencedores do Tivoli Triple Crown serão premiados como supercampeões, após as três provas. Como prêmio extra, o vencedor do circuito profissional ganhará um final de semana no Tivoli Ecoresort, com direito a acompanhante.

De encontro com a proposta do Tivoli Ecoresort, de respeito à biodiversidade e à paisagem exuberante do local, o Tivoli Triple Crown tem o objetivo de atrair atletas e suas famílias para incentivar o turismo e a prática do esporte no local.

O Tivoli Triple Crown tem os patrocínios do Tivoli Ecoresort Praia do Forte e da Billabong e apoios da Prefeitura Municipal da Mata de São João, através da Secretaria de Turismo (Setur), do portal waves.com.br, do Projeto TAMAR e da Associação Comercial e Turística da Praia do Forte (Turisforte).

RANKING DO TIVOLI TRIPLE CROWN:

Profissional
1) Bino Lopes
2) Fabrício Bulhões
3) Bruno Galini
4) Erick Moraes

Feminino
1) Catarina Lorenzo
2) Tamires Tochine
3) Isabele Melo
4) Laine Silva

Sub-18
1) Rayan Fadul
1) Gabriel Guerreiro
3) Gabriel Leal
4) Gonçalo Chipinha

Local
1) Gabriel Guerreiro
2) Gabriel Leal
3) Pedro Guerreiro
4) Davi Mirra

Sub-16
1) Bernardo Bicalho
2) Isaac Lorente
2) Felipe Guerreiro
4) Vitor Gabriel

Sub-14
1) Bernardo Bicalho
2) Davi Lucca
3) Yan Rodrigues
4) João Jesus

Sub-12
1) João Jesus
2) Davi Lucca
3) Numa Liory
4 Rafa Galeno

Sub-10
1) João Jesus
2) Davi Lucca
3) Rafa Galeno
4) João Gabriel

Sub-8
1) Gabriel Brito
2) Francisco Modesto
3) Maria Suella
4) Layla Sofia

Assessoria de Imprensa:
Yordan Bosco
(71) 99133-7282

Apoios e Patrocínios:
mkt@fbsurf.com.br

Surfistas Fabrício Bulhões e Gabriel Guerreiro brilham na segunda etapa do Tivoli Triple Crown

Bulhões supera Bino Lopes, com quem divide liderança do ranking, nos segundos finais. Guerreiro foi o 3º na profissional e venceu a local e a sub-18

Praia do Forte, 12 de fevereiro de 2023 – As estrelas dos surfistas Fabrício Bulhões, de Ilhéus, e Gabriel Guerreiro, da Praia do Forte, brilharam na tarde deste sábado (11), nas ondas da Praia da Catinguiba, na Praia do Forte, Litoral de Mata de São João, durante a segunda etapa do Tivoli Triple Crown. O circuito também pontua para o baiano de surfe em nove categorias.

Fabrício Bulhões. Foto de Abel Baião

Com uma virada espetacular nos segundos finais, o ilheense garantiu o título da prova e deixou o vencedor da primeira etapa, Bino Lopes, em segundo. Guerreiro ficou terceiro e Rafael Pedreira em quarto. Agora, Bulhões e Lopes (que é local da Praia do Forte) dividem a liderança dos rankings do Tivoli Triple Crown e do circuito baiano de surfe profissional.

O Tivoli Triple Crown é tem patrocínio do Tivoli Praia do Forte Ecoresort e da Billabong. A realização é da Federação Baiana de Surf (FBSurf), com supervisão da Associação de Surf da Praia do Forte (ASPF). O circuito terá a terceira e última etapa nos dias 28, 29 e 30 de abril, no mesmo local.

No segundo final – A bateria decisiva parecia já estar definida para Bino Lopes, que vencia com o escore de 12.25. Porém, nos segundos finais Fabricio Bulhões, que precisava somar 5,60 pontos para vencer, achou uma onda e fez 5,90. “Tô muito feliz. Tinha falado que vim para cá em busca do título e deu tudo certo”, celebra o campeão da prova.

Bino Lopes. Foto de Abel Baião

“Acreditei que podia virar e a onda veio no final. Agora é partir para a última prova com tudo mesmo sabendo que não vai ser fácil. Tem Bino que é um grande surfista, é experiente e é local, além de outros concorrentes. Mas vamos com tudo também”, promete Bulhões.

Pro dia nascer feliz – Em um dia de muita inspiração, Gabriel Guerreiro subiu em mais dois pódios, ao vencer as categorias local e sub-18. Com manobras fortes e modernas, o garoto de 17 anos também mostrou muito preparo físico para correr cinco baterias nas três categorias que disputou. Tamires Tochinne foi a campeã na feminino; João Jesus venceu a sub-10 e a sub-12; Bernardo Bicalho a sub-16 e a sub-14; e Gabriel Brito a sub-8.

Em casa, perto da família e dos amigos, Gabriel Guerreiro esbanjou talento e concentração. Ele agora lidera os rankings das categorias local e sub-18, junto com Ryan Fadul, que venceu a primeira etapa e ficou em segundo hoje.

Gabriel Guerreiro. Foto de Abel Baião

“Graças a Deus consegui fazer três finais e duas vitórias hoje. Entregar tudo nas mãos de Deus para o encerramento do circuito. O fato de competir em casa, com a vibe da galera e a torcida dos amigos ajudou bastante, deu mais confiança. Agora é treinar para a última etapa”, celebra Guerreiro.

O Tivoli Triple Crown tem os patrocínios do Tivoli Ecoresort Praia do Forte e da Billabong e apoios da Prefeitura Municipal da Mata de São João, através da Secretaria de Turismo (Setur), do portal waves.com.br, do Projeto TAMAR e da CDL Praia do Forte.

TIVOLI TRIPLE CROWN:

Resultados segunda etapa

Profissional
1) Fabrício Bulhões
2) Bino Lopes
3) Gabriel Guerreiro
4) Rafael Pereira

Feminino
1) Tamires Tochinne
2) Catarina Lorenzo
3) Isabelle Mello
4) Laine Silva

Sub-18
1) Gabriel Guerreiro
2) Ryan Fadul
3) Bryan Pessoa
4) Gonçalo Chipinha

Local
1) Pedro Guerreiro
2) Davi Mira
3) Juan Pablo
4) Felipe Guerreiro

Sub-16
1) Bernardo Bicalho
2) Felipe Guerreiro
3) Isaac Lorente
4) Miguel Cerqueira

Sub-14
1) Bernardo Bicalho
2) João Jesus
3) Davi Bastos
4) Yan Rodrigues

Sub-12
1) João Jesus
2) Rafa Galeno
3) Numa Lyori
4) Miguel Becker

Sub-10
1) João Jesus
2) Rafa Galeno
3) João Gabriel
4) Davi Luca

Sub-8
1) Gabriel Brito
2) Francisco Modesto
3) Maria Suella
4) Sofia Vitória

Por Yordan Bosco
Assessoria de comunicação do Tivoli Triple Crown